Anhanguera Osasco debate mulher negra

Após a exibição do documentário “Nega Que é Nega Não Nega Ser Nega Não!” no último sábado 7/10, na cidade de Osasco, o CineB organizou debate com o diretor do filme e convidados.

CineB, fez sua última sessão nas universidades no último sábado, 7/10. A sessão especial aconteceu na Universidade Anhanguera, Campus Osasco com a participação dos alunos dos cursos de Administração, Pedagogia, Fisioterapia e Enfermagem. Foi organizada pelo pelo professor Marcelo Cavalcante, responsável pelos cursos de Pedagogia, Letras e Matemática e contou com o apoio da Professora Miriam  Ferrari, dos cursos de Psicologia, Administração e RH. Cerca de 120 alunos acompanharam a sessão, e por ser um sábado pela manhã puderam estar acompanhado dos familiares.

Em cartaz, “Nega Que É Nega Não Nega Ser Nega Não!” (2016) com roteiro e direção de Fábio Nunez. O filme, inspirado na música de mesmo nome do próprio Fábio Nunez e Jacson Matos, apresenta a pluralidade e a força do universo negro feminino. Mulheres de todos os segmentos sociais e profissionais, referência para futuras gerações e grandes exemplos de resistência e luta contra os persistentes processos de machismo, racismo e exclusão deram seus depoimentos sobre suas trajetórias de vida, o pensam e como veem os processos de exclusão e racismo no Brasil.

Ao final da exibição, os alunos  participaram de um debate com diretor do filme Fábio Nunez e com os professores da Universidade: Marcelo e Miriam. Sendo que a professora Mirian abriu o debate  com a seguinte  pergunta: “Eu queria que o Fábio comentasse se ele tinha consciência de que as falas que ele traz das pessoas que sofreram preconceito racial eram falas comuns para outros tipos de minoria? Esse filme, apesar de ter o foco na mulher negra, no enfrentamento ao machismo, e assim por diante, faz com que a gente pense em outras minorias. Porque todo mundo já passou um pouco do que o filme retrata. E se ele tinha consciência de que o filme, apesar de estar tratando de uma temática específica, é na verdade uma tratativa de outras temáticas que fazem parte das pessoas que muitas vezes passam por situações de preconceito.”

Nunez respondeu: A mulher negra, mesmo em total desvantagem, por sua resistência e luta vem conquistando seu espaço na sociedade. Mesmo com todas as injustiças que elas sofrem, não foram capazes de tirar delas o olhar mais colaborativo e solidário onde todos e todas possam ser contemplados. Por isso eu acredito que a mulher negra precisa ser ouvida. É o papel deste documentário.”

Depois de várias perguntas ecomentários dos alunos, a Professora Mirian encerrou o debate fazendo uma análise sobre a contribuição que o filme de Fábio Nunez traz para a comunidade escolar. “Hoje tivemos a oportunidade de refletir e sair de uma condição de alienação política, ideológica e afetiva assistindo o belíssimo filme de Fabio Nunez. Essa frase ecoa na mente de todos e todas que estiveram na Unian: ”Nega Que É Nega Não Nega Ser Nega Não!” Assistimos um filme que não nega a existência do preconceito, mas que também não nega a força do devir e do movimento. Parabéns ao CineB por mais essa realização, e como diz Rosa Luxemburgo: ‘quem não se movimenta, não sente as correntes que o prendem!’ Esse movimento bonito com certeza é agenciado por subjetividades que transformam objetivamente a nossa vida e mudam a estrutura e a história da sociedade. Essa manhã de sábado foi um romper de amarras. Em nome das minhas alunas e alunos gratidão!”

O CineB é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, o já atingiu um público superior a 56 mil espectadores em mais de 430 sessões gratuitas realizadas em comunidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Foram exibidos na tela do CineB mais de 100 longas-metragens e 69 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

CineB Na Universidade Anhanguera Osasco

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *