CineB Solar ao ar livre em Itaquera

CineB utilizou energia solar na sessão ao ar livre da última terça-feira, 5/12, no Santuário Nossa Senhora da Paz, em Itaquera, Zona Leste da capital. Em cartaz, o média-metragem “Amor aos Pobres – A Vocação de Santo Aníbal”, de Osmar Koxne, que participou de um debate após a exibição do filme.

Sessão aconteceu no estacionamento do santuário utilizando exclusivamente energia solar. Veja todas fotos ao final do post.

Mais uma vez o CineB trouxe uma novidade para comemorar os 10 anos de jornada do projeto: a realização de uma sessão ao ar livre com utilização exclusiva de energia solar, captada através de placas solares que ficam sobre um veículo adaptado para esse fim. A sessão aconteceu na última terça-feira, 5/12, no estacionamento do Santuário Nossa Senhora da Paz, localizado próximo ao Parque do Carmo, em Itaquera, Zona Leste de São Paulo.

As 200 cadeiras montadas no estacionamento do santuário estavam completamente lotadas para acompanhar o média-metragem “Amor aos Pobres – A Vocação de Santo Aníbal”, uma produção brasileira dirigida por Osmar Koxne que conta a história do padre Aníbal Maria Di Francia, que dedicou toda sua vida na defesa dos mais pobres e necessitados na Itália do final do século XIX, fundou a congregação Rogacionista e foi canonizado em 2004 pelo papa João Paulo II.

O CineB Solar foi a primeira experiência do projeto em utilizar uma tecnologia desenvolvida pela Brazucah Produções, responsável pelo CineB em parceria com o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, com objetivo de integrar o trabalho cultural de democratização do cinema brasileiro com consciência ambiental e sustentabilidade.

O veículo adaptado para captar e armazenar a energia solar para exibir filmes é um projeto desenvolvido exclusivamente pela Brazucah Produções. O Cinesolar, como o projeto é conhecido, é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável. Exibe filmes brasileiros a partir da energia solar e promove arte e sustentabilidade através de oficinas artísticas e lúdicas.  Saiba mais em www.cinesolar.com.br.

A experiência deu tão certo que para o coordenador do CineB, CIdálio VIeira Santos, a expectativa é transformar a energia elétrica para energia solar em todas as sessões do projeto. “Vamos conversar com o sindicato, para debater o assunto, pois essa mudança pode trazer avanços”, reflete.
Para Cynthia Alario, diretora da Brazucah Produções e coordenadora do Cinesolar, o CineB Solar pode dar muito certo, porque além do projeto tratar da democratização da cultura e do cinema brasileiro, “também pode trazer à tona o tema da energia renovável, principalmente hoje com as caras contas de luz é mais do que necessário repensar como gerar energia elétrica. E o habitante de casa pode gerar energia. Queremos difundir esse conceito, essa ideia”, reforça.

Outro entusiasta da proposta foi o Padre Dimas Carvalho, pároco do santuário. “Eu achei a ideia de fazer ao ar livre com energia solar de uma ousadia total. Eu não esperava um tempo gostoso e nem esperava tantas pessoas. O CineB dá um passo adiante daquilo que ele se propõe a fazer, que é levar o cinema, porque agora pode ir mais além”, completa.

No debate organizado pela produção logo após a exibição do filme, padre Dimas elogiou a atualidade do filme, “que retrata uma situação de higienização e caça aos pobres no século retrasado que a gente vê se repetir nos dias de hoje pelo atual prefeito de São Paulo”. O padre aproveitou para valorizar o trabalho desenvolvido pela Pastoral de Rua da igreja e pelos vicentinos, que participaram do debate com muitos comentários e perguntas para os debatedores. Maria Luiza Gomes, de 5 anos, acompanhada do vô, Genésio José, de 76 anos, aproveitou para deixar sua mensagem sobre a “importância de cuidar e dar muito carinho a quem precisa”.

Cynthia e Koxne que também formaram a mesa de debate ao lado do padre Dimas e Cidálio, responderam questões feitas pelo público sobre a produção do filme e questões de sustentabilidade. “Estou adorando muito. O CineB é uma oportunidade para a gente que não faz filme comercial e que não tem um espaço para expor o nosso trabalho. O CineB está me dando essa oportunidade de trazer o filme, das pessoas verem”, elogiou o diretor.

O público pode conhecer como funciona o veículo do CineB Solar utilizado para captar a energia solar durante o dia e armazená-la para que se possa utilizá-la à noite, nas exibições dos filmes. O CineB é um circuito alternativo de exibição que, desde 2007, leva cinema brasileiro para várias regiões da cidade. O projeto, realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região e produzido pela Brazucah Produções, já contabiliza um público superior a 60 mil pessoas em mais de 480 sessões gratuitas em comunidades e universidades de São Paulo. Já foram exibidos na tela do CINEB mais de 116 longas metragens e 73 curtas metragens.

CineB No Santuário Nossa Senhora Da Paz

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

4 comments

  1. Como diretor, foi uma grande satisfação ter o filme “Por amor aos pobres – a vocação de Santo Aníbal” projetado pelo CineB Solar no Santuário N. Sra. da Paz, em Itaquera.
    Ver a reação das pessoas ao filme e ouvir as ligações que fizeram da nossa realidade com a época em que a história do filme se passa, nos dá a certeza que a história de Santo Aníbal continua muito atual.
    Obrigado ao CineB Solar e ao Padre Dimas por esta oportunidade maravilhosa.
    O Projeto CineB Solar é a união da cultura com a sustentabilidade. Não poderia ser melhor.

  2. O projeto Cine B é mais do que bom; é ótimo. No meu modo de ver as coisas ,ainda melhor trazendo história de vida dos santos,quando apresentado nas comunidades religiosas. pois o povo quase que em geral andam esquecidos de assistir ou comprar para ler a vida dos santos que são importantíssimos como exemplos. Imagine uma criança que assistiu a vida de Santo Anibal,alem de gravar na mente ela irá se lembrar sempre. A vida dos santos precisa ser de conhecimento das crianças e adolecentes porque não há melhor exemplo. Parabéns e muitas palmas para toda a equipe do projeto.

  3. Foi uma noite memorável. Tanto o Encontro, o filme, o ambiente e o novo sistema de projeção utilizando a energia solar. As pessoas ainda comentam muito e perguntam: Quando terá cinema outra vez?

  4. Noite memorável para os participantes do Santuário da Paz e também moradores do Bairro que souberam da exibição do filme. Vida longa ao projeto Cine B e que pela educação através do cinema e dos acalorados debates venha um novo tempo. Estamos agradecidas e agradecidos pelo Cidálio, Cíntia e toda a equipe e que voltem logo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *