“Coragem” ao ar livre no Jardim Ipê

O pátio da Paróquia Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores, no Jardim Ipê, Zona Sul da capital, recebeu pela primeira vez o CineB Solar, no último sábado, 28/4, para exibir “Coragem – As muitas vidas do Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns”, de Ricardo de Carvalho.

Van do CineB Solar em frente à Paróquia Senhor dos Passos, no Jardim Ipê.

Foi a quarta vez que o CineB esteve na Paróquia Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores, no Jardim Ipê, região de Capão Redondo, Zona Sul de São Paulo, mas foi a primeira vez que uma sessão aconteceu ao ar livre, no pátio da Paróquia, bem em frente à avenida que corta o bairro.
O pátio foi o lugar ideal para possibilitar que o público também conhecesse como funciona o CineB Solar, que conta com um sistema de captação de energia do Sol numa van adaptada com painéis fotovoltaicos e baterias que carregam a energia que vai ser utiliza durante toda a exibição do filme. O CineB Solar é a grande novidade do projeto este ano. O veículo adaptado para captar a energia solar para exibir filmes é um projeto desenvolvido pela Brazucah Produções, parceira do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região na produção do CineB há 11 anos. O Cinesolar, como o projeto é conhecido, é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável e circula pelo Brasil desde 2010.

A noite enluarada trouxe um charme a mais para a exibição do documentário “Coragem – As muitas vidas do Cardeal Do Paulo Evaristo Arns”, de Ricardo de Carvalho. O filme retrata a história de um dos mais importantes cardeais brasileiros do século 20. Dom Paulo foi um intransigente defensor dos direitos humanos e enfrentou como poucos o regime militar (1964-1985). Co-organizou um dos mais importantes documentos sobre a ditadura, ainda no período militar: o projeto Brasil, Nunca Mais, que virou um livro que denunciou milhares de torturas, desaparecimentos e assassinatos. O cardeal Arns também organizou os pobres da cidade de São Paulo para que pudessem reivindicar os seus direitos fundamentais como educação, saúde, habitação e emprego por meio da organização das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs).

O pároco José Bonifácio lembrou o importante papel que o cardeal teve para a igreja em São Paulo. “Dom Paulo Evaristo é um brilho para a Igreja de São Paulo e do Brasil, e nós bendizemos a Deus porque ele esteve um dia conosco, na luta dos mais necessitados”, completa.

Para Verônica Barros Medeiros Lima, professora do Movimento de Alfabetização (MOVA) na igreja e responsável pelo eventos da paróquia é uma alegria receber o CineB, agora Solar. “A comunidade tem correspondido muito bem os nossos chamados de participação”. Ela conta que foi uma surpresa o pedido do coordenador do CineB, Cidálio Vieira Santos, para organizar a sessão no pátio mas que a “comunidade fica muito grata com tudo o que CineB faz”, comenta.

Jovens que participam do crisma da Paróquia São Pio X, na região do Pirajussara, marcaram presença na sessão e participaram das palestras sobre como funciona o sistema que transforma a energia do sol em energia elétrica para funcionar telão, som e iluminação da sessão. Thiago Ribeiro, que faz crisma e é orientador no curso do catecismo da paróquia achou a iniciativa de muito valor. “É um convite à conscientização. A tecnologia não está só no celular, a natureza oferece uma grande possibilidade de desenvolvimento tecnológico também”, destaca.

Marti Almeida Lima, que trabalha como encarregada, estava pela primeira vez no CineB Solar ao lado da filha e gostou da iniciativa. Ela conta que foi apenas uma vez no cinema em sua vida, há muito tempo. “O cinema ao ar livre é muito melhor”, destaca. Já Marco Antonio Soares, tradutor, elogiou a qualidade do documentário e lembrou que o Brasil sofre com a falta de cultura. “Não há estímulo para as crianças terem mais cultura, para o povo saber um pouco mais”, completa.

Muitas crianças participaram da sessão e acompanharam as palestras sobre como funciona a energia solar. Felipe Barros, de 9 anos, e Maria Fernanda, 10 anos, entraram na estação de ciências que a van do CineB Solar possui e saíram dizendo que é muito legal ter energia solar no Brasil. Andreia Rodrigues, jornalista da Diocese de Campo Limpo acompanhou a sessão e entrevistou o coordenador do CineB Solar Cidálio Vieira Santos.

O CineB Solar é um circuito alternativo de exibição que, desde 2007, leva cinema brasileiro para várias regiões da cidade. O projeto, que agora passa a se chamar CineB Solar quando estiver nas comunidades, já contabiliza um público superior a 60 mil pessoas em mais de 480 sessões gratuitas em comunidades, escolas e universidades de São Paulo. Já foram exibidos na tela do CineB mais de 116 longas metragens e 73 curtas metragens.

CineB Solar No Jardim Ipê

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *