CineB Solar no Santuário N. Sra. da Paz

CineB Solar retornou ao Santuário Nossa Senhora da Paz  em 29/5/2018, para exibir, ao ar livre, o documentário “Coragem – As muitas vidas de Dom Paulo Evaristo Arns”.

A Lua cheia fez parte do cenário montado no estacionamento do Santuário.

O CineB Solar esteve na última terça-feira, 29/5/2018, no estacionamento do Santuário Nossa Senhora da Paz, Jardim do Carmo, Zona Leste de São Paulo, para apresentar mais uma sessão ao ar livre. Foi a segunda vez que a van do CineSolar exibiu, no estacionamento, uma sessão inteira com energia solar. O Santuário foi o primeiro local a receber o CineB Solar, em dezembro do ano passado. E como aquela vez, foi sucesso total.

Mesmo com os vários postos de gasolina próximos ao Santuário com enormes filas de consumidores a espera da chegada dos combustíveis, após o encerramento das paralisações dos caminhoneiros, aos poucos o público foi chegando para acompanhar o documentário “Coragem – As muitas vidas do Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns” e em pouco tempo as cadeiras que ocuparam o estacionamento estavam lotadas.

Na van, o público pode conhecer como funciona o CineB Solar.

O filme, de Ricardo de Carvalho retrata a história de um dos mais importantes cardeais brasileiros do século 20. Dom Paulo foi um intransigente defensor dos direitos humanos e enfrentou como poucos o regime militar. Co-organizou um dos mais importantes documentos sobre a ditadura, ainda no período militar: o projeto Brasil, Nunca Mais, que virou um livro que denunciou milhares de torturas, desaparecimentos e assassinatos. O cardeal Arns também organizou os pobres da cidade de São Paulo para que pudessem reivindicar os seus direitos fundamentais como educação, saúde, habitação e emprego por meio da organização das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Antes do início da sessão o projeto exibiu uma declaração de Luiz Cláudio Marcolino, o idealizador do projeto, criado em 2007, quando era presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

O pároco Dimas Martins de Carvalho lembrou o quanto o projeto faz diferença para a sua comunidade: “a dificuldade do povo de ter acessibilidade a arte é cada vez maior, […] então é uma alegria quando vem o cinema, porque é praticamente como se estivesse num museu, ou seja, está diante da arte plena” comentou. Para ele, o documentário sobre Dom Paulo é uma viagem no tempo, pois ele teve papel fundamental na criação do santuário em 1986. “Dom Paulo esteve aqui onde estamos realizando a sessão, participando da criação dessa paróquia. Ele esteve muitas outras vezes aqui também. Em 1983, 1985, 1987 e 1989. Ele era o bispo da periferia. Muitos que estão aqui na sessão, que estão de cabeça branca, a maioria o conheceu pessoalmente, porque ele era de sentar e de conviver”, recorda.

Padre Dimas de Carvalho e o coordenador do CineB Solar, Cidálio Vieira Santos na abertura oficial da sessão.

Maria Lúcia Rocha, professora, é uma das que conheceu Dom Paulo. Ela e as irmãs Ana Zélia Rocha, Antonia Rocha e Rita de Cássia Rocha estavam pela primeira vez em uma sessão do CineB Solar e aprovaram o projeto. Maria Lúcia conta que ficou sabendo das sessões do CineB em dezembro do ano passado, mas não pode comparecer “porque justamente no dia da sessão eu fui mostrar para a TV Record o estado de abandono do CEU Parque do Carmo, que está com obras paradas desde o início do governo [do ex-prefeito João] Dória. Mas hoje vim eu e minhas irmãs”, comemora.

Antes do início da sessão, o público pode conhecer como funciona o CineB Solar, que conta com um sistema de captação de energia do Sol numa van adaptada com painéis fotovoltaicos e baterias que carregam a energia que vai ser utiliza durante toda a exibição do filme. O carro conta com uma estação de ciências dentro do veículo. A van adaptada para captar a energia solar para exibir filmes é um projeto desenvolvido pela Brazucah Produções, parceira do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região na produção do CineB há 11 anos. O Cinesolar, como o projeto é conhecido, é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável e circula pelo Brasil desde 2010.

Até a próxima sessão!

Mariana Galdino Oliveira, 19 anos, estagiária de marketing, já conhecia o projeto desde ano passado e aproveitou para conhecer como funciona a van: “a gente não tem essas coisas aqui, não tem investimento, então, sendo de graça e todo mundo podendo ver, é legal”, completa. Para a dona de casa Ivonete Francisco dos Santos Araújo, voluntária da paróquia há vários anos, o filme foi muito bom. Ele tinha uma “sabedoria espiritual, que todos nós temos que ter. Dom Paulo deixou como herança a todos nós que somos católicos, brasileiros, que temos que lutar pela democracia, pelos nosso direitos”, completa.

Mesmo sem a presença do diretor Ricardo de Carvalho, que cancelou sua participação no debate por motivos de agenda pessoal, o público foi embora elogiando o CineB Solar e pedindo o retorno do projeto. Foi um dia para comemorar, segundo o coordenador do CineB Solar, Cidálio Vieira Santos: “um dia faltando gasolina e com um ‘baita’ frio tivemos casa cheia, com o público ao ar livre acompanhando o filme até o final. Sinal que ‘Coragem’ é realmente bom”, finalizou.

O CineB Solar é um circuito alternativo de exibição que, desde 2007, leva cinema brasileiro para várias regiões da cidade. O projeto, que agora passa a se chamar CineB Solar quando estiver nas comunidades, já contabiliza um público superior a 60 mil pessoas em mais de 480 sessões gratuitas em comunidades, escolas e universidades de São Paulo. Já foram exibidos na tela do CineB mais de 116 longas metragens e 73 curtas metragens.

CineB Solar No Santuário N. Sra. Da Paz

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *