CineB Solar vai à Vila Rio Branco

“A Menina Índigo” de Wagner Assis foi atração no NCI Juntos com Arte e Vida no dia 21 de junho de 2018.

A van do CineB Solar em frente à Associação da Vila Rio Branco.

Foi a segunda vez que o CineB esteve na Associação dos Moradores da Vila Rio Branco, na região de Ermelino Matarazzo, São Paulo. Ali funciona o Núcleo de Convivência de Idosos (NCI) Juntos com Arte e Vida, um dos dez projetos desenvolvidos pela ONG Juntos – Jardins Unidos por um Trabalho Social em parceria com a prefeitura de São Paulo.

A sessão aconteceu na quinta-feira, 21 de junho de 2018 e dessa vez, foi o CineB Solar que chegou com toda a tecnologia de captação de energia solar por meio de uma van adaptada com placas fotovoltaicas que garantem que toda a exibição durante a sessão de cinema (som e imagem) seja feita com energia totalmente limpa e renovável.

Público frequentador do NCI Juntos com Arte e Vida aprovaram a sessão.

 

Em cartaz o filme “A Menina Índigo”, de Wagner Assis, que é a atração do mês de junho. O filme conta a história de Sofia (Letícia Braga), uma garota de 7 anos que tem enfrentado problemas na escola, por não se interessar nas matérias ensinadas. Após se trancar em uma sala e pintá-la por completo, seu pai (Murilo Rosa) é chamado ao local. Meio afastado dela devido ao trabalho como jornalista, ele se reaproxima após o pedido da própria Sofia para que more com ele. Aos poucos, ele percebe que Sofia possui é não só uma criança bastante espontânea que se manifesta através da pintura, mas que também possui o dom de curar pessoas doentes.

Para Humberto Canavesi, diretor administrativo da ONG, o CineB Solar é uma atração cultural muito interessante: “se pudesse levaria o CineB para todos nossos espaços, porque agrada a todas as idades”, comenta. De fato, muitos dos presentes acompanharam a sessão do anos passado e voltaram novamente, como é o caso de Nestor de Araújo, que estava acompanhado da esposa Izete e amigas que frequentam o Núcleo de Convivência. Bancário aposentado, Nestor conta que trabalhou no BMD (Banco Mercantil de Desconto) até se aposentar. E mora ali no bairro desde o início dos anos 1960. Fã de cinema, lembra com saudade dos filmes brasileiros com Mazzaropi, Grande Otelo, Anchito entre outros. “Nos finais de semana eu assistia três, quatro filmes em cinemas diferentes. Aonde tinha um cinema eu ia”. Ele elogia a iniciativa do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região: “É uma maravilha ter um cinema assim, até porque a situação em que vivemos hoje, não nos dá condições de frequentar as casas de cinema. E depois não é só isso, é preservar o nosso cinema brasileiro que foi muito esquecido”, reflete.

Luiz Claudio Marcolino, da Contraf/CUT, um dos idealizadores do CineB, Cidálio Vieira Santos, coordenado do projeto, Humberto Canavesi, diretor da ONG Juntos e Ana Paula Ramos, coordenadora do NCI.

Para Luiz Claudio Marcolino, diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), e um dos idealizadores do CineB em 2007, quando era presidente do Sindicato dos Bancário de São Paulo, “é uma honra ver que um projeto que começou pequenininho veio se aperfeiçoando ao longo dos anos e se tornou muito bem aceito pela população, com as lideranças sociais se articulando para levar o cinema para o trabalhador, o aposentado, a dona de casa e o jovem que pouco acesso têm à cultura brasileira”, comenta.

Ao final da sessão, muito aplauso e elogio ao filme de Assis. Para Viviane Ramos, supervisora do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), o filme brasileiro não deve nada às superproduções de Hollywood. “Passa uma mensagem bacana. O CineB está de parabéns pela qualidade do trabalho que faz”, finaliza.

Crianças e adolescentes participaram da sessão.

O CineB Solar é um circuito alternativo de exibição que, desde 2007, leva cinema brasileiro para várias regiões da cidade. O projeto, que agora passa a se chamar CineB Solar quando estiver nas comunidades, já contabiliza um público superior a 60 mil pessoas em mais de 480 sessões gratuitas em comunidades, escolas e universidades de São Paulo. Já foram exibidos na tela do CineB mais de 116 longas metragens e 73 curtas metragens.

CineB Solar Na Vila Rio Branco

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

One comment

  1. Esta segunda sessão do Cine B Solar no NCI Juntos com Arte e Vida foi a confirmação da grande importância desse projeto que trás filmes brasileiros para a comunidade, mostrando a rica cultura do nosso país e proporcionando encontro intergeracional com as famílias. Parabenizamos aos idealizadores desde projeto por proporcionar cultura e lazer em nossa comunidade!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *