Rampa de acesso na CEI São José vira sala de cinema

Por conta da chuva, a estreia do longa-metragem “Made in China”, com Regina Casé, aconteceu na rampa de acesso da CEI da Associação SSJ São José, na Zona Sul da capital, na última sexta-feira, 28/9.

A rampa de acesso da escola se tornou uma sala de cinema.

O Cine B Solar organizou uma exibição diferente na última sexta-feira, 28/9, na Associação SSJ São José, localizada na Cidade Ademar, Zona Sul de São Paulo. Por conta da forte chuva que caiu no início da noite, a sessão, que estava prevista para acontecer na área de lazer da entidade, a céu aberto, foi transferida para uma rampa coberta que dá acesso ao prédio do Centro Educacional Infantil (CEI), que atende crianças de 0 a 4 anos.

Com a chuva que interrompeu a montagem da sessão, a produção do Cine B Solar improvisou, rapidamente, um novo espaço que acomodou cerca de 100 pessoas, distribuídas na rampa de acesso, saguão e no refeitório da escola, de onde era possível acompanhar a exibição através das janelas do prédio. Foi a primeira vez que o espaço recebeu o projeto e segundo sua diretora, a educadora Nerize Angelina Lopes, “todos foram bem acolhidos e assistiram uma bela comédia”, comentou.
Nerize conta que a creche funciona desde 2002, antes mesmo de ter convênio com a prefeitura. “A creche era mantida através de doações”, relembra. Com o passar dos anos, a Associação SSJ São José cresceu e deu início a outra entidade, a Associação Nosso Caminho, que atualmente administra sete unidades de educação infantil em convênio com a prefeitura. “Hoje a gente atende 2.400 crianças e temos mais de 300 funcionários”, destaca.

Nerize Angelina Lopes, Cidálio Vieira Santos, Sétima Araújo e Luiz Claudio Marcolino.

O filme em cartaz agradou muito quem foi até a escola. A comédia, lançada em 2014, é estrelada por Regina Casé, Juliana Alves, Luis Lobianco e Xande de Pilares, que exploram com muito humor a disputa pelos consumidores do Saara, espaço comercial do centro do Rio de Janeiro. Francis (Casé) decide investigar como os chineses conseguem vender tão barato, enquanto seu namorado se encanta pela chinesinha filha do dono. A direção é de Estevão Ciavatta.

Na abertura oficial da sessão, além de Nerize e do coordenador do CineB Solar, Cidálio Vieira Santos, marcaram presença a pedagoga e fundadora da Associação Nosso Caminho, Sétima Araújo, e Luiz Claudio Marcolino, idealizador do projeto Cine B quando era presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

O público acompanhou a sessão através da janela.

Ana Maria da Silva, aposentada e moradora do bairro, era uma das que mais se divertiram com a comédia. “Adoro a Regina Casé”, confessou. Ficou o tempo todo sentado na mureta da rampa acompanhada da filha e da neta.

Já Maria Cristina, que trabalha com limpeza, diz que é fã de filmes brasileiros. “Costumo ir no cinema, levo minha filha, meu filho também vai, mas assistir um filme perto de casa é uma oportunidade única, muito legal”, comentou

O CineB Solar é um circuito alternativo de exibição que, desde 2007, leva cinema brasileiro para várias regiões da cidade. O projeto, que agora passa a se chamar CineB Solar quando estiver nas comunidades, já contabiliza um público superior a 60 mil pessoas em mais de 480 sessões gratuitas em comunidades, escolas e universidades de São Paulo. Já foram exibidos na tela do CineB mais de 116 longas metragens e 73 curtas metragens.

CineB Solar Na Associação SSJ São José

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *