Ator de “Sobre Rodas” vai à Vila Nova União

Cauã Martins, protagonista do longa-metragem “Sobre Rodas”, esteve na sessão que aconteceu no bairro União de Vila Nova, zona Leste da capital, ao ar livre.

Foi preciso buscar cadeiras para acomodar todo o público

O CineB Solar realizou uma sessão pra lá de especial na última sexta-feira, 12/04, quando os moradores do bairro União de Vila Nova, que fica na Zona Leste de São Paulo, acompanharam a exibição de “Sobre Rodas”, filme de Mauro D’Addio, que estreou no CineB Solar em abril, ao mesmo tempo que no circuito comercial.

A sessão ao ar livre aconteceu na rua em frente à Paróquia Nossa Senhora Aparecida, contou com um grande público e o apoio do Projeto Cultura Educacional Novo Pantanal (Procedu), que atende famílias de alta vulnerabilidade social do bairro. A entidade oferece oficinas de qualificação, atividades de cultura, lazer, orientações e encaminhamentos.

Antes do início da sessão, a pipoca de seu Antonio é a atração do projeto

O filme, premiado em festivais internacionais e no Brasil, conta a história de Lucas (Cauã Martins), um menino que chega a uma nova escola depois de sofrer um acidente que o colocou em uma cadeira de rodas. Ele então faz amizade com Laís (Lara Boldorini), uma colega de classe que sonha em conhecer o pai que a abandonou. Juntos, ambos iniciam uma jornada inesperada e decidem fugir de casa quando a menina descobre o suposto paradeiro do pai.

Cauã Martins, um dos protagonistas, foi à sessão ao lado da mãe, Eliana Gomes Martins, acompanhou a exibição, participou de um bate papo, contou sua história e respondeu perguntas sobre curiosidade das gravações, além de tirar fotos com o público. Aos 14 anos, Cauã já conta com uma vigorosa carreira como ator. Além de “Sobre Rodas”, atuou em outros dois filmes: “Bingo – O rei das manhãs”, lançado em 2018 e “Morto não Fala”, em processo de finalização; dois musicais – “Rei Leão” e “Chaplin, O musical” – além de uma série para o canal Gloob, da Globoplay, chamado “Escola de Gênios”.

Cauã Martins ao lado do coordenador do CineB Solar, Cidálio Vieira Santos, pouco antes de começar a sessão

Cauã participou de festivais, inclusive no exterior, mas foi a primeira vez que acompanhou uma sessão ao ar livre. “É muito legal a gente ver um filme nacional com essa trajetória, ver ele nos cinemas, ver as pessoas indo prestigiar, e agora indo a comunidades onde é mais difícil o acesso. É legal chegar a lugares assim, para as pessoas verem um filme nacional, assistirem e se emocionarem, ficarem felizes”, declarou.

Cidálio, Zé Mario, funcionário do Sindicato dos Bancários e liderança comunitária, Naiane Souza Teixeira, gerente do Procedu e Cauã

A mãe, Eliana, que é analista financeira, conta que a rotina do filho, que estuda no primeiro ano do Ensino Médio, é intensa. “Desde que ele entrou nessa carreira, há 9 anos, sou sua acompanhante. Ele começou como modelo para propaganda daí eu fui identificando que ele tinha um talento para atuar, ele começou a fazer cursos, entrou no mundo dos musicais, as coisas foram acontecendo, logo ele entrou no cinema e está aí”, revela.

Foi a oitava vez que o CineB esteve na Vila Nova União, a segunda ao ar livre. Nas outras, as sessões aconteceram no salão de festas do Procedu. Para Naiane Souza Teixeira, gerente do Sistema de Assistência Social à Família (SASF) da entidade, o CineB significa um marco para a comunidade porque traz cultura e lazer para famílias de alto nível de vulnerabilidade social. “É uma gratificação muito grande ver a alegria de todas essas crianças, dos jovens, dos idosos que aproveitam o cinema popular”, analisa.

As crianças aproveitaram o momento de lazer

Ao final da sessão o público questionou Cauã sobre a sua atuação como cadeirante e ele refletiu a dificuldade que é para os deficientes circularem nas cidades que não contam com nenhum tipo de adaptação. “Dá uma agonia não conseguir entrar nos lugares”, denunciou.

Pamela Suelen Rocha, dona de casa e frequentadora das atividades do Procedu, acompanhou a sessão do CineB pela primeira vez. Estava acompanhada dos dois filhos, do tio e de uma amiga com seu filho bebê. “Viemos em um monte de gente. Adorei, porque é uma história interessante, é um aprendizado para a gente e foi bom meus filhos assistirem ao filme”, refletiu.

Muitas famílias do bairro acompanharam uma sessão de cinema pela primeira vez

Cauã ficou até o final da sessão e ainda conheceu a van do CineB Solar com o sistema que transforma energia solar em energia elétrica para realizar a sessão. “Estou muito agradecido pelo convite. No cinema a gente não consegue ver o público sentindo as emoções. Aqui, quando acontece uma cena, a criançada faz ohhhh, e é muito legal. Fiquei muito feliz de participar, de receber o carinho do pessoal. É uma iniciativa que é um exemplo”, finaliza.

O CineB Solar, parceria entre a Brazucah Produções e o Sindicato dos Bancários de São Paulo, é um circuito alternativo de exibição que, desde 2007, leva cinema brasileiro para várias regiões da cidade. O projeto, já contabiliza um público superior a 64 mil pessoas em mais de 512 sessões gratuitas em comunidades, escolas e universidades de São Paulo. Já foram exibidos na tela do CINEB mais de 124 longas metragens e 73 curtas metragens.

CineB Solar Novamente Na Vila Nova União

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

One comment

  1. O CINE B foi fantástico e proporcionou mais uma vez cultura e entretenimento com qualidade em um filme que trouxe além de descontração, reflexão para nossas famílias atendidas pelo Procedu e a comunidade de União de Vila Nova. Obrigada Cidalio e equipe e ao ator Cauã Martins pela presença, atenção e simpatia com todos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *