“Benzinho” estreia em Embu das Artes

Amauri (Sindicato dos Bancários), Rosângela (vereadora do PT) e Cidálio (CineB Solar)

Novo filme em cartaz no CineB Solar, de Gustavo Pizzi, foi exibido na Associação Comitiva Esperança (ACE) em Embu das Artes.

Em maio, o CineB Solar estreou um novo filme, “Benzinho”, de Gustavo Pizzi, que retrata a vida e os conflitos de uma família de classe média baixa. O primogênito de uma família é convidado para jogar handebol na Alemanha e lança sua mãe (Karine Teles) em uma espiral de sentimentos pois, além de ajudar a problemática irmã (Adriana Esteves), lidar com as instabilidades do marido (Otávio Müller) e se desdobrar para dar atenção ao seus outros filhos, ela terá de enfrentar sua partida antes de estar preparada para tal.

O longa-metragem foi exibido no último dia 24 de maio, na Associação Comitiva Esperança (ACE), localizada no Jardim Independência, em Embu das Artes, na região metropolitana de São Paulo. A entidade foi criada em 2015 para atender às famílias dos moradores de um projeto de moradia popular que ampliou seu trabalho e hoje atende cerca de 1.000 pessoas por mês de toda a cidade de Embu das Artes, segundo a vereadora do PT Rosângela Santos que também é uma das lideranças locais. Ela conta que a associação atende jovens em cursos preparatórios para vestibular, e atividades de lazer e cultura, como curso de pilates, dança, balé para crianças, dança do ventre, além de atendimento de psicologia, acupuntura entre outras atividades. “O intuito, no início era atender os jovens do condomínio, mas tomou uma proporção tão grande que a gente começou a atender todos os bairros de Embu das Artes. Queremos fazer a inclusão social através de atividades, integrar essa comunidade para que tenha algo a mais”, destaca.

Os artesãos em vidro Adriana dos Santos e Douglas de Souza com os filhos Miguel, Lavínia, Joaquim e Gustavo

Segundo Amauri Santos, bancário, diretor e coordenador da região Oeste do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, e morador do Jardim Independência “desde sempre”, a ideia era organizar uma sessão ao ar livre do CineB Solar na praça em frente ao ginásio poliesportivo do Jardim Independência, mas o mau tempo obrigou a transferir a sessão para as dependências da ACE, que apoiou as atividade. “A comunidade vai lembrar para o resto da vida, a criança vai lembrar, o cidadão de mais idade também. Isso é importante para todos nós, e a gente tem que agradecer ao CineB Solar que tem essa iniciativa maravilhosa”, elogia.

Almir Correia, gestor financeiro e morador do Jardim Nossa Senhora de Fátima, bairro vizinho do Jardim Independência, conta que o filme, que tem a atriz Karine Teles como protagonista, lembrou quando ele e seus amigos, participaram das gravações do filme “Que Horas Elas Volta?” de Ana Muylaert, em que Karine participa e teve cenas gravadas no bairro. “O filme foi gravado na nossa rua, lá no Jardim Nossa Senhora de Fátima, e fizemos uma participação, eu e mais duas pessoas, na cena de um forrozinho”, lembra. Ele conta que gostou de participar de um filme. “Quando vê na tela é mais legal ainda”. Correia elogiou o trabalho do CineB Solar, que “mostra a cultura brasileira, porque todo mundo só tem foco nos filmes estrangeiros, então conhecer um pouquinho o que faz aqui é bom né?”, finaliza.

Almir, à direita, e amigos: figurantes de “Que Horas Ela Volta?”

O CineB/CineB Solar é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, já atingiu um público superior a 65 mil espectadores em mais de 520 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CineB mais de 126 longas-metragens e 74 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

CineB Solar Em Embu Das Artes

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

3 comments

  1. Parabéns pela bela iniciativa, trazer o cinema para a comunidade mais carente é uma ato de solidariedade e humanidade, só quem vive a margem de tudo e não tem acesso nada, sabe dizer a importância desse projeto, parabéns e obrigado em nome de todos de EMBU DAS ARTES….

  2. Sem duvidas uma iniciativa muito importante para os moradores de Embu das Artes. Obrigada a todos os envolvidos por essa oportunidade aos moradores da região!

  3. Parabéns pela iniciativa e excelente trabalho, é muito importante este olhar do cineB para nossa comunidade.
    Existe crianças aqui,que não fazem ideia do que é ir em um cinema,e graças a vocês e este trabalho maravilhoso,podem desfrutar deste prazer .
    Espero de verdade que vocês possam retorna o mais breve possível, existe outras comunidades querendo conhecer este trabalho.
    Embu das artes agradece de coração

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *