Parabéns, cinema brasileiro!

O CineB só existe porque existe cinema brasileiro. Por isso, prestamos uma homenagem a todos profissionais que constroem e construíram, nesses 121 anos, uma das mais ricas histórias da cultura nacional.

Há 121 anos, Affonso Segretto, cinegrafista italiano gravou, do navio Brèsil, sua chegada ao Rio de Janeiro. Essas imagens tornaram-se as primeiras feitas no Brasil e selaram o dia 19 de junho como a data em homenagem ao Cinema Brasileiro.

Hoje, tanto tempo depois, o cinema do Brasil acumula uma história rica, que passou por altos e baixos, e que produziu uma série de sucessos e legou ao mundo alguns clássicos da sétima arte como “O Pagador de Promessas”, “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, “Central do Brasil”, “Cidade de Deus”, além de obras atuais como “Aquarius” de Kleber Mendonça Filho e “Que Horas Ela Volta?” de Anna Muylaert, ambas exibidas no projeto em sessões especiais.

CineB tem história
O CineB faz parte dessa história. Nesses 12 anos de projeto, temos o orgulho de ter contribuído para construir um pouco da realidade do cinema brasileiro. Foram mais de 520 sessões de cinema, em regiões onde a população tem pouco ou nenhum acesso à cultura. Nesses locais, foram exibidos mais de 126 longas-metragens e 74 curtas-metragens que alcançaram um público superior a 65 mil pessoas.

Deixamos nossos parabéns a todos os diretores e diretoras, produtores e produtoras, atores, atrizes, exibidores e profissionais de todas as áreas que constroem, no dia a dia, o cinema brasileiro. E nossa homenagem a todos aqueles que fazem parte dessa história nesses 121 anos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *