Ocupação 9 de Julho abre as portas para o cinema

CineB Solar organizou, no último sábado, 10 de agosto, uma sessão no estacionamento da Ocupação 9 de Julho, localizado na região central da capital, para exibir curtas infantis.

Fachada da Ocupação 9 de Julho

A Ocupação 9 de Julho, do Movimento Sem Teto do Centro (MSTC), localizada no Centro de São Paulo, recebeu, no último sábado, 10/08, pela primeira vez, o CineB Solar para exibição do festival de curta-metragens da 18ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis que faz parte da programação do projeto no mês de agosto.

A seleção de filmes conta com seis produções brasileiras: Bicho do Mato (15’33”); Vivi Lobo e o quarto mágico (13’00”); Mytikah – O livro dos Heróis (7’14”); Dela (8’15”); O véu de Amaní (14’54”); e Dono de Casa (8’00”). A exibição aconteceu nos estacionamento da ocupação. Saiba mais sobre os filmes aqui.

A ocupação, feita em 2016 num antigo prédio do INSS abandonado por mais de 20 anos, conta com 122 famílias e cerca de 400 pessoas. Boa parte das pessoas que moram no prédio são remanescentes da ocupação retratada pelo filme “Era o Hotel Cambridge”, de Eliane Caffé, exibido pelo CineB em 2018. Saiba mais sobre a ocupação nesta matéria publicada pelo El País.

Elizabete Afonso Pereira, militante do MSTC e assistente social, que colabora com as famílias que moram na ocupação, lembrou que a luta do movimento é antiga e as atividades culturais são fundamentais. Sobre o cinema, ela elogiou o projeto que organizou a sessão ao ar livre, no estacionamento do prédio que conta com uma grande área com alamedas, quadra e jardins. “As pessoas só ficam do lado de dentro. Tem que sair e aproveitar o local”, destaca.

Elizabete Pereira do MSTC e Cidálio Santos, coordenador do CineB Solar, na abertura oficial da sessão

O público, na maioria mulheres com filhos, acompanhou se emocionou com os curtas. Caso da manicure, cabeleireira e artesã Lise Maria Garcês de Almeida, que estava acompanhada do filho Vitor Gabriel. Para ela os curtas “retratam nossa história, falam de preconceito e racismo que enfrentamos diariamente”, destaca.

Já Seilan de Almeida, elogiou o sistema de votação para escolha do melhor curta. “Escolhi um filme chamado Livro dos Heróis porque conta um pouco da história das mulheres e o curta mostra para nós que temos que continuar lutando”, comenta.

Momento da votação do melhor curta pelo público

A sessão até contou com visitantes como o músico e compositor Rubem Carvalho, morador de Franco da Rocha que trabalha na região central e é militante de movimentos populares de saúde do Centro: “é a primeira vez que eu venho aqui. Soube através dos grupos de whatsapp dos movimentos. É uma felicidade porque a gente imagina que toda a família brasileira tenha acesso à cultura, porque só assim podemos transformar o país para melhor”, destaca. Ele conta que escolheu o curta “Dono de Casa”, que coincide com a realidade de desemprego que o país está vivendo. “O homem procura emprego e não encontra, então a mulher sai para trabalhar e o homem acaba tomando conta da casa e do filho enquanto a mulher sai para conseguir o sustento”, destaca.

O CineB Solar montou urnas para votação

O CineB Solar montou uma estrutura com cabine de votação e urna. Na Ocupação 9 de Julho, o mais votado foi o curta “Bicho do Mato”, com 35% dos votos, seguido por “Dono de Casa”, com 22%, “Vivi Lobo e o quarto mágico”, com 18% , “Dela”, com 11%, “Mytikah – O livro dos Heróis”, com 8% e “O Véu de Amaní” com 4%. O projeto CineB Solar agradece a toda a coordenação do MSTC pelo apoio na organização e realização da sessão.

 

SOBRE O PROJETO
O CineB/CineB Solar é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, já atingiu um público superior a 65 mil espectadores em mais de 520 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CineB mais de 126 longas-metragens e 74 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas. Atualmente, o CineB Solar tem levado o cinema brasileiro às comunidades utilizando um veículo que capta energia solar para exibir os filmes em um telão. Além das exibições comunitárias, o projeto também realiza programações em universidades parceiras.

Texto: Carlos Rizzo. Fotos: Fábio Eufrásio e Carlos Rizzo

CineB Solar Na Ocupação 9 De Julho

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *