Embu das Artes vê “Que Horas Ela Volta?”

CineB Solar fez sessão na última sexta-feira, 23/08, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, localizada em Embu das Artes. No bairro, onde foram gravadas cenas de “Que Horas Ela Volta?” de Anna Muylaert, mora a ex-babá que inspirou o filme.

Cidálio, coordenador do CineB Solar, e Edna da Silva, que inspirou o filme de Ana Muylaert

Edna da Silva foi uma criança que não conheceu sua mãe, Izenilda Maria de Jesus, por conta da violência doméstica que a mãe sofria do pai, o que a levou a fugir de Vitória da Conquista (BA) quando Edna tinha um ano de idade. Por anos, o pai a impediu de ver e contatar a mãe. Até os 17 anos, a referência materna de Edna eram as cartas que recebia, uma foto, que ficava na casa da avó, e a voz de uma mulher que morava em São Paulo e trabalhava como doméstica.

A vontade de Edna encontrar a mãe foi inspiração para a cineasta Anna Muylaert fazer o roteiro e o filme “Que Horas Ela Volta?” que, de alguma forma, retrata a história de Edna e de sua mãe. Edna trabalhou como babá dos filhos da cineasta por 11 anos e  Anna dizia que um dia colocaria sua história na tela. “Um dia ela me ligou e falou que estava fazendo um filme sobre mim e queria gravar na minha casa”, explica Edna, que hoje é enfermeira e mora no Jardim Nossa Senhora de Fátima, em Embu das Artes, região metropolitana de São Paulo. “As gravações aconteceram num final de semana, em 2015. Mexeram em tudo lá em casa, foi uma bagunça e uma correria, mas ficou parecendo minha casa mesmo”, contou para o público que esteve na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Embu das Artes, na última sexta-feira, 23 de agosto, para acompanhar a sessão do CineB Solar.

“Que Horas Ela Volta?” foi lançado em 2015, passou no CineB, e foi um dos maiores sucessos de crítica e público do cinema brasileiro. Regina Casé faz o papel de Val, a empregada doméstica que deixou a filha no interior de Pernambuco para passar 13 anos como babá do menino Fabinho, em São Paulo, e convive com a culpa de não ter criado sua filha Jéssica. Um dia recebe um telefonema da filha que quer apoio para vir a São Paulo prestar vestibular. Edna explica que “algumas coisas no filme coincidem com sua história, mas outras não, é ficção mesmo”.

Muitos moradores do Jardim Nossa Senhora de Fátima foram figurantes, como é o caso da cabeleireira Letícia Ramos. “Foi um convite da Edna”, revela. Letícia foi uma das pessoas que sugeriram ao CineB Solar organizar uma sessão do filme no bairro quando o CineB Solar esteve no Jardim Independência, em maio deste ano, para exibir o longa-metragem “Benzinho”. “É um prazer enorme estar aqui participando desta sessão”, elogia.

Na abertura da sessão, Edna ao centro, Cidálio, Amauri, diretor do Sindicato (boné laranja), e comunidade

Para Amauri Santos, diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e morador de Embu das Artes “é maravilhoso saber que o filme foi rodado aqui e tem uma pessoa que fez parte dessa história. Estou extremamente feliz. Quando ela [Edna] estava falando eu até me emocionei. As pessoas vêm aqui, contam uma história e depois esquecem a comunidade. Dessa vez, foi ao contrário, contou-se uma história, e nós voltamos para mostrar o filme. Parabéns mais uma vez para o CineB Solar”, destaca.

Após a exibição do longa-metragem, o coordenador do CineB Solar, Cidálio Vieira Santos fez um bate-papo com o público, e conversou com Edna da Silva, que estava emocionada por vivenciar um momento tão especial na vida. Para a vereadora de Embu das Arte, Rosângela Santos (PT), “a história de Edna, que é a Jéssica no filme, é muito linda, emocionante. A gente se coloca no lugar. Fiquei feliz de participar e poder assistir o filme todinho”, comenta.

Púbico vibrou ao ver as cenas do filme gravadas na casa de Edna e no Jardim Nossa Senhora de Fátima, em Embu das Artes

Edna lembrou que depois que viu a mãe pela primeira vez, aos 17 anos, recebeu uma festa para comemorar os 18 anos. Mas diferente do filme, a mãe já tinha outra família, e três filhos. “Morei com eles, mas fiquei muito confusa. Então fui trabalhar, construir minha vida.” Foi ser babá e nunca se casou. Depois tornou-se enfermeira. Hoje tem dois filhos, Lucas, que é lutador de jui-jitsu e foi campeão brasileiro em junho deste ano, e Nicolas, de 18 anos. A mãe mora em Taboão da Serra, cidade vizinha de Embu das Artes.

Lucas da Silva Brito, de 20 anos, que permaneceu ao lado da mãe durante toda a sessão, explica o quanto ela é uma referência para a sua vida: “toda a criança nasce e sonha em ser um super-herói. Eu sempre quis ser igual minha mãe, ela foi meu super-herói. Ela é uma pessoa determinada, guerreira, que falava ‘eu quero, consigo e vou conquistar”. Eu cresci vendo ela fazer isso. Então é meu maior exemplo, minha motivação, e é uma alegria você ter a história da sua mãe rodando o Brasil e o mundo, e você poder falar com orgulho ‘é a história da minha mãe’”, finaliza.

SOBRE O PROJETO
O CineB/CineB Solar é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, já atingiu um público superior a 65 mil espectadores em mais de 520 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CineB mais de 126 longas-metragens e 74 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas. Atualmente, o CineB Solar tem levado o cinema brasileiro às comunidades utilizando um veículo que capta energia solar para exibir os filmes em um telão. Além das exibições comunitárias, o projeto também realiza programações em universidades parceiras.

Texto: Carlos Rizzo. Fotos: Fábio Eufrásio e Carlos Rizzo.

CineB Solar No Jardim N.S.Fátima, Embu Das Artes

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

10 comments

  1. Uma noite que ficará marcada para todos nós moradores da Comunidade. Obrigado por ter nos proporcionado reviver esta história linda da Edna. #CINEB para todo território nacional eu apoio.

  2. Um filme muito interessante onde conta a história de uma forte mulher que por ironia e minha vizinha e também faço parte desta obra com uma participação ,e fiquei super feliz por esse projeto proporcionar esse momento para nossa comunidade aqui no Embu em especial o meu bairro Jd Ns Sr Fátima ,muito obrigado Cidalio e Amauri por esse momento único em nossa comunidade .

  3. Que prazer para nós da comunidade, foi receber o CINEB aqui em Embu das artes.
    E o melhor poder assistir um filme onde tivemos participação.
    Estou muito feliz, agradeço a todos que se mobilizaram para que este evento acontece.
    Estamos ansiosos para o próximo

  4. Galera do Cinebe obrigada pelo carinho. Tudo foi feito com tanto amor. Cidalio e toda sua equipe. Dava pra ver o amor nos olhos de todos em especial o tio da pipoca feita com amor. Todos de coração Aberto transbordando amor. Sim essa é a palavra que mais define a todos… Amor
    Obrigada

  5. Não conhecia o CineB até chegar em Embu Das Artes. Acredito que Cultura é essencial, e o CineB vem resgatando e resistindo. Sou muito grato a todos os envolvidos. Parabéns.

  6. Foi gratificante poder ajudar a mostrar ao público a história da nossa vizinha pra nossa comunidade….

  7. Imensamente grata a todos que juntos trabalharam para que o cine B chegasse até a nossa comunidade, pois até então não tinha conhecimento sobre o projeto, pra mim foi uma honra dividir com todos um pouquinho da minha história, das minhas origens pela qual eu tenho imenso orgulho em falar, dividir, compartilhar.
    Cine B e cultura, e e exatamente isso que precisamos para nós, para nossa comunidade, cultura e a base de tudo, crescimento, conhecimento, em fim….. precisamos de mais cine B aqui na nossa comunidade, nossa casa, nossas raízes….
    A todos meu muito obrigado pelo carinho.
    #maiscinebnoFatima.

  8. Sou a maior fã de Edna Da Silva sou prima e tenho muito orgulho dela e da minha tia essa historia é emocionante e inspiradora para tds nos ,gostaria que o filme viesse para nossa comunidade aqui no JARDIM SÃO MARCOS pertinho do fatima inclusive gostaria que fosse passado aqui Na PRAÇA DA JUVENTUDE para tds nós assistir com orgulho a historia da minha Prima por favor gostaria muito do projeto vir ate meu bairro

  9. Parabéns a todos vcs do cineB. Esse projeto é maravilhoso.
    O filme exibido “Alta Tensão ” foi muito tocante. Gostei muito de poder estar presente nesse dia.
    Continuem assim com essa força e empenho
    eliana ferraz

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *