Filme indicado ao Oscar já esteve nas telas do CineB

“Democracia em Vertigem”, filme da cineasta Petra Costa, concorre ao Oscar na categoria documentário. Este pode ser o primeiro documentário totalmente brasileiro a receber a premiação.

“Democracia e Vertigem” é o primeiro documentário totalmente brasileiro indicado ao Oscar

No dia 22 de outubro de 2019 o Auditório da Regional Osasco do Sindicato dos Bancários de São Paulo exibiu o documentário “Democracia em Vertigem” da cineasta Petra Costa, com bancários, representantes de entidades e movimentos sociais de Osasco que participaram de um debate ao final da sessão. Em dezembro, o documentário foi premiado no 8º Prêmio do CineB Solar do Cinema Brasileiro (veja a matéria aqui).

Além de aclamado pela crítica, “Democracia em Vertigem” recebeu a indicação, dia 13 de janeiro, para concorrer ao Oscar 2020. O filme, tem recebido muitas críticas e elogios desta a indicação (veja alguns comentários ao final do texto), por retratar os intensos movimentos políticos nos últimos anos e a ascensão da extrema-direita ao poder e, numa narrativa íntima da documentarista, trazer a história de sua família, perseguida durante a ditadura militar.

O filme mostra o processo de impeachment da ex-presidenta da República Dilma Rousseff e como o país dividiu-se em dois polos políticos. Com imagens exclusivas dos bastidores dentro do Planalto, Petra Costa conseguiu capturar todos os momentos de tensão deste marco histórico para a democracia do país, que tenta equilibrar-se em uma corda bamba. “Democracia em Vertigem” também foi exibido em festivais como o de Sundance, nos Estados Unidos (EUA), focado em produções independentes, e obteve três indicações ao IDA Documentary Awards, prestigiada premiação para documentários, além de ser eleito pelo New York Times um dos oito filmes mais importantes do ano. O resultado da premiação sairá em fevereiro deste ano. A documentarista poderá levar a estatueta para casa e ser símbolo de orgulho nacional sendo a primeira cineasta, mulher e brasileira, a levar o título na categoria.

Veja o que já falaram sobre a indicação ao Oscar do documentário de Petra Costa:

New York Times, um dos mais influentes jornais do mundo:
“The Edge of Democracy” é uma declaração de fé no princípio da realidade, na ideia de que é importante e possível entender o que aconteceu. Mesmo se – ou precisamente porque – nenhum de nós sabemos o que acontece a seguir.

Luis Inácio Lula da Silva, ex-presidente do Brasil:
“Parabéns, @petracostal, pela seriedade com que narrou esse importante período de nossa história. Viva o cinema nacional! A verdade vencerá.” Lula escreveu pelo twitter.

Petra Costa, diretora do documentário:
“Estamos extasiados pela @TheAcademy ter reconhecido a urgência de #DemocraciaEmVertigem. Numa época em que a extrema direita está se espalhando como uma epidemia, esperamos que esse filme possa ajudar a entender como é crucial proteger nossas democracias. Viva o cinema Brasileiro!”, escreveu Petra Costa em seu Twitter.

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil:
“Para quem gosta do que o urubu come, é um bom filme”, afirmou.

Dilma Rousseff, ex-presidenta do Brasil:
“A história do Golpe de 2016, que me tirou da Presidência da República por meio de um impeachment fraudulento, ganha o mundo pelas lentes de Petra Costa no documentário ‘Democracia em Vertigem’. E, para a surpresa de alguns, ganhou hoje indicação ao Oscar. O filme é corajoso por mostrar o jogo sujo que resultou no meu afastamento do poder e como a mídia venal, a elite política e econômica brasileira atentaram contra a democracia no país, resultado na ascensão de um candidato de extrema-direita em 2018.
Parabéns à Petra e a equipe do filme pela indicação ao Oscar. A verdade não está enterrada. A história segue implacável contra os golpistas”, pronunciou pelo Instagram.

SOBRE O CINEB SOLAR
O CineB Solar é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, o já atingiu um público superior a 70 mil espectadores em mais de 550 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CineB mais de 130 longas-metragens e 80 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

Texto: Mirella Magnani (com supervisão de Carlos Rizzo).

 

One comment

  1. O filme nos faz relembrar nossa história. Uma grande narrativa de nosso tempo!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.