Cinema de rua no Jardim Herculano

CineB Solar foi até a região do Jardim Ângela, Zona Sul da capital, dia 14/03, e organizou um cinema de rua para exibir o longa-metragem “Turma da Mônica – Laços”.

A família toda se ligou no filme da Mônica

Imagine um lugar onde as pessoas vivem horas de felicidade? E se esse lugar for um canto de rua, sem saída, com uma grande tela de cinema, cadeiras, pipoca e um cineminha de graça? Pois é, o Jardim Herculano, ali na região do Jardim Ângela, na Zona Sul de São Paulo teve, no último sábado, 14/03, seu dia de festa e alegria com o Projeto CineB Solar, que foi lá para exibir o longa-metragem “Turma da Mônica – Laços”, de Daniel Rezende.

As crianças provaram que não há tempo ruim quando o assunto é ver um bom filme. Na falta de cadeiras, se acomodaram deitadas em tapumes, banquetas e até na calçada enquanto liam suas revistinhas da Turma da Mônica, distribuídas para todas as crianças antes da exibição começar. Aliás,  Maurício de Sousa, gravou uma mensagem  especial para o público presente, enviada pelo filho Marcelo Pereira de Sousa ao coordenador do CineB Solar, Cidálio Vieira Santos.

Cidálio, coordenador do CineB Solar, padre Jaime e Cleide, coordenadora do CCA na abertura da sessão

Cleide Ferreira, gerente do Centro da Criança e do Adolescente (CCA) Nossa Senhora de Fátima, serviço conveniado a prefeitura que atende diariamente 120 crianças e adolescentes de 6 a 15, foi quem contatou o CineB Solar para ir até a comunidade do Jardim Herculano. O CCA é ligado à Paróquia Santos Mártires, onde o CineB já realizou diversas sessões, e fica a cerca de 8 km da igreja. “Atendemos crianças que nunca foram ao cinema e essa foi uma oportunidade que eu vi de trazer o cinema para eles”, destaca.

O padre Jaime Crowe, pároco da Santos Mártires, e grande liderança comunitária, é um entusiasta do Projeto CineB Solar, mas, desta vez não pode acompanhar o filme por conta de outros compromissos. Mesmo assim, deixou sua mensagem às mais de 150 pessoas que compareceram à sessão. “É com muita alegria que acolhemos o CineB Solar, para, mais uma vez, trazer cultura para nosso povo tão marginalizado”, disse. Crowe destacou ainda, o quanto a periferia está sofrendo nos últimos anos com a falta de democracia e acrescentou, com ar otimista: “Coragem! Vamos em frente! O futuro é nosso”, finalizou, antes de sair.

Maurício de Souza gravou um vídeo especialmente para o público presente na sessão e ficou feliz pelo projeto

Mesmo com a temática infantil, o filme divertiu Ana Sá Teles, analista de sistema, que mora próximo ao CCA, no Jardim Ana Camouro. “Além de trazer cultura, vocês usam a energia sustentável. Eu achei muito lindo, nunca imaginei que iria me divertir tanto e conhecer um projeto destes aqui no meu bairro”, dispara. Ana Sá foi à sessão com sua prima, Vitoria Sá Teles, de 9 anos, que frequenta o CCA e participou do debate com outras crianças ao final da sessão.

DEBATE
A sessão contou com a participação de 10 crianças nos debates organizados pelo coordenador do CineB Solar. Foram duas turmas de debatedores. A primeira contou com a participação de Raquel, Natanael e Guilherme, de 10 anos e Vitória e Arthur de 9 anos. Natanael lembrou que acompanhou a sessão com “Irmã Dulce” na Paróquia Santos Mártires em novembro e disparou “Gostei muito quando o Cebolinha fez vodu no boneco”, comentou. Já Arthur lembrou que o melhor momento do filme foi quando Cebolinha soltou os cachorros. Guilherme comentou que acompanhou a sessão ao lado da avó, Maria da Conceição “A gente nunca tinha visto uma sessão assim, com as pessoas reunidas na rua para ver um filme”, comemora.

E o debate correu solto depois da exibição

Vitória também gostou, mesmo tendo assistido o filme nos cinemas. “Prefiro mesmo assistir aqui do que no cinema. Eu prefiro mil vezes ficar na rua, reunida com as pessoas”, termina. Uma segunda turma de debatedores contou ainda com a presença de Isaque, Isabele e Gustavo. No final, foram sorteados brindes como camisetas e livros.

SOBRE O CINEB SOLAR
O CineB Solar é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, já atingiu um público superior a 70 mil espectadores em mais de 550 sessões gratuitas, realizadas em comunidades e universidades da cidade de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CineB Solar mais de 130 longas-metragens e 80 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

CURTAM NOSSAS REDES SOCIAIS
Acompanhe nossa programação e todas as novidades do CineB Solar nas redes sociais. Curta o Facebook e o Instagram e ajude a divulgar nosso projeto.

Texto: Mirella Magnani, com supervisão de Carlos Rizzo. Fotos: Mirella Magnani e Fábio Eufrásio

CineB Solar No Jardim Herculano

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.