CineB retoma sessões no formato on-line

Depois de um intervalo de quase 120 dias, por conta do novo coronavírus, o projeto CineB retoma suas atividades com sessões em novo formato, por meio de transmissões pela internet (CineB On-Line) e de um debate com o diretor do filme “Nega que é Nega não Nega ser Nega não!”, Fábio Nunez, dia 16/07, 19h.

Desde 14 de março que o projeto CineB Solar não circula pela cidade de São Paulo para exibir filmes brasileiros. Estamos morrendo de saudades do carinho e receptividade do nosso público, mas essa pausa respeitou as medidas de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus que, infelizmente, atingiu todo o planeta e chegou no Brasil com força devido à incapacidade do governo federal de enfrentar seriamente essa doença.

Nesse tempo o projeto não parou! Ajudamos entidades com campanhas de ajuda de alimentos e produtos de limpeza, doação de cestas básicas, e estudamos formas de retomar as sessões respeitando as regras de isolamento e afastamento social, levando o melhor do cinema brasileiro às comunidades de São Paulo. Para isso, enquanto não há a possibilidade do encontro físico, típico dos eventos do CineB Solar, criamos outros formatos para exibir os filmes utilizando tecnologia e uma boa dose de criatividade: o CineB On-Line, onde disponibilizaremos filmes através de um link e na sequência, faremos um bate-papo, ao vivo, com diretores ou produtores de cada filme.

 

CINEB ON-LINE EM CASA
A primeira sessão nesse novo formato acontecerá em 16 de julho, quinta-feira, 19h. O filme “Nega que é Nega não Nega ser Nega não”, já está disponível para o público assistir no Youtube (link do filme aqui). O filme foi exibido no CineB Solar em 2017 e possibilitou debates sobre o racismo estrutural que impacta a população negra no Brasil. No dia 16/07, às 19h, o diretor Fábio Nunez fará uma live ao lado de Cidálio Vieira Santos, coordenador do projeto, Cynthia Alario, diretora executiva da Brazucah, e de Júlio César, diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região para um bate-papo sobre racismo. Alunos e professores da Escola estadual Herbert Baldus também vão participar do bate-papo.

13 ANOS
Retomar as sessões em julho, em um novo formato, é uma forma de comemorar os 13 anos do CineB Solar. No dia 6 junho de 2007 aconteceu o lançamento do projeto no auditório da Regional Osasco do Sindicato dos Bancários, com o longa-metragem “Tapete Vermelho”. A estreia, no Café dos Bancários, ocorreu no dia 21 de junho de 2007, e foi prestigiado por muitos bancários e convidados que aprovaram a iniciativa. E a primeira exibição em uma comunidade aconteceu no dia 06 de julho de 2007, no Salão da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, na Vila Leopoldina, com a presença de mais de 300 pessoas.

Para Cidálio Vieira Santos, coordenador do projeto, “O CineB deixou uma marca na vida de milhares de pessoas. Muitos tiveram a oportunidade de ir pela primeira vez numa sessão de cinema por meio do CineB. E queremos continuar nossa luta, levando o cinema brasileira e a cultura para quem precisa”, destaca.

Desde 2018 o projeto chama-se CINEB SOLAR, já atingiu um público superior a 70 mil espectadores em mais de 550 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CINEB mais de 130 longas-metragens e 80 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

SOBRE O DOCUMENTÁRIO
Nega Que É Nega Não Nega Ser Nega Não!
O filme-documentário “Nega que é nega não nega ser nega não!” traz a voz e o pensamento da mulher negra através das entrevistadas. Durante 90 minutos o documentário revela mulheres fortes e fragilizadas diante do preconceito. Ativistas, negras periféricas, trabalhadoras, empresárias, profissionais liberais e negras que ocupam os mais altos níveis da diplomacia, cases de sucesso e de fracasso, abordando os mais variados temas como o casamento, a separação, a emancipação, a beleza, o puritanismo, o conhecimento, a pureza , as artes, a ciência, o esporte, a nobreza e a marginalidade. Uma composição de opiniões e de diversidades unidas por uma única condição: a de ser mulher negra.

SOBRE O DIRETOR
Fabio Nunez é cantor, compositor, acadêmico de teologia e bacharel em música. Ao gravar o clipe da música “Nega que é nega não nega ser nega não!” foi despertado a produzir o filme com seus próprios recursos e promover a sua disseminação.
Filho caçula de uma família de sete filhos, o diretor tem como referência de mulher negra a sua própria mãe, a qual ele admira pela garra de criar três pessoas com deficiência. Após anos de experiência em apresentações por meio da música, Nunez acredita que a arte em todas as suas flexões pode ser agregadora e exceder o parnasiano. Instagram de Fabio Nunez: @fabionunez_oficial.

PROGRAMAÇÃO CINEB ON-LINE
DATA: 16/07, das 19h às 20h
FILME: Nega Que É Nega Não Nega Ser Nega Não!
LINK DO FILME: https://www.youtube.com/watch?v=M3140xRNSaA&t=3850s
A proposta é assistir filme antes e no dia da Live debater o filme e o tema.
PLATAFORMA PARA O DEBATE: Google meet
INDICAÇÃO DO FILME: Livre

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.