CineB Solar na Janela em São Bernardo do Campo

Depois do sucesso da sessão no sábado no Jd Icaraí, domingo dia 18.10 foi a vez do Conjunto habitacional Nelson Mandela, no bairro Cooperativa em São Bernardo do Campo receber o projeto CineB Solar na janela.
Cerca de 80 famílias assistiram vários curtas metragens pelas janelas dos seus apartamentos, em uma noite fria mas propícia para um cinema.

Na chegada do CineB Solar, deu pra sentir o calor da receptividade da equipe do condomínio, liderado por Alexandre Varjão síndico do condomínio. Essa equipe que nos recebeu foi a mesma que também ficou responsável pela distribuição dos Kits CineB (saquinhos personalizado e milho de pipoca).

Eduardo Cardoso – coordenador geral do Movimento sem Terra de luta, comentou: “O pessoal comentou que gostou bastante, deu um agito positivo no condomínio. Então eles acharam bem legal. Atividade cultural foi a primeira neste condomínio.”

A abertura da sessão contou com as presenças de Alexandre Varjão síndico do condomínio, coordenador geral do Movimento sem Terra de luta – Eduardo Cardoso, Belmiro Aparecido Moreira – presidente do Sindicato dos Bancários do ABC e Cidálio Vieira Santos- coordenador do CineB Solar na Janela. Em seguida os moradores repetiram o feito de “salve de luzes” , piscando as luzes dos apartamentos e também ligando as lanternas celular. Essa manifestação de carinho está virando tradição no Cineb Solar na Janela.

O CineB Solar na Janela, agradece a todos moradores do Conjunto habitacional Nelson Mandela, que nos possibilitou a realização da sessão.
Importante frisar que o projeto retornará ao condomínio para atender os moradores que não puderam assistir os filmes nesta sessão.

Sobre movimento MSTL ( Movimento Sem Terra de Luta )
Surgiu em 2010 com o objetivo de lutar pela moradia digna e dentro do princípio da coletividade, da justiça social, da solidariedade, da sustentabilidade e da participação. Defendemos a filosofia do Bem Viver, que significa: pertencimento, respeito, cuidado, empatia e a comunidade como o centro das ações e a economia solidária e comunitária. São 800 famílias atendidas, 300 famílias atendidas no conjunto habitacional Mandela e 500 no conjunto Tito.

Sobre o CineB Solar
Criado em 2007 pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, o CineB passou a se chamar CineB Solar em 2018, quando passou a circular com uma van que gera, através de placas solares, a própria energia consumida no evento. Já atingiu um público superior a 71 mil espectadores, 160 bairros percorridos, em mais de 550 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. Nesse momento de isolamento, para evitar aglomerações, se reinventaram e prepararam novos projetos: CineB on-line, CineB Solar na Janela e CineB Autorama, ações para que todos possam ficar em casa e se divertir com uma sessão de cinema.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.