CineB Solar lamenta a morte do jornalista Ricardo Carvalho

Jornalista, documentarista e escritor faleceu no domingo (20) aos 73 anos. Ricardo teve seu filme exibido pelo projeto

 

Maria Ângela Borsoi e Ricardo Carvalho em exibição do CineB Solar       foto: arquivo cineB – ago/2018

 

por: redação cineB solar

 

O jornalista Ricardo Carvalho morreu no domingo (20) em decorrência de infecção generalizada causada por pancreatite. Ricardo estava internado na capital paulista e deixou sua filha Júlia. O velório e enterro será realizado na segunda (21).

O jornalista dirigiu documentários importantes como “Impressões do Brasil, a imprensa brasileira através dos tempos”, “História da Indústria no Brasil”, Resistir é Preciso” e “Coragem, as muitas vidas do cardeal dom Paulo Evaristo Arns”. Este último foi exibido em sessões do CineB Solar, com a presença do diretor em debates sobre o filme.

“No CineB Solar fizemos três sessões grandes na zona leste e zona sul de São Paulo, com a participação do Ricardo e da secretária de dom Paulo, Maria Ângela Borsoi. Ricardo também foi homenageado na entrega do prêmio CineB Solar do cinema brasileiro em 2019” relembra o coordenador do projeto Cidálio Vieira.

Jornalista dedicado a pautas voltadas aos direitos humanos e meio ambiente, Ricardo era um entusiasta de sua atividade profissional. Sua atuação lhe rendeu em 2010 o prêmio Wladimir Herzog de direitos humanos pelo livro “O cardeal e o repórter”.

Ricardo se dedicou a biografia de Dom Evaristo Arns, escrevendo dois livros sobre o religioso. Foi autor também de livro sobre o maestro João Carlos Martins. Atuou nos principais veículos de comunicação do país, como “Folha de S.Paulo”, “Jornal da República” e a revista “IstoÉ”. Na TV, passou pelas emissoras Cultura, Globo e Gazeta. Era diretor licenciado da Associação Brasileira de Imprensa – ABI e conselheiro do Instituto Wladimir Herzog.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.