CINEB faz sessão no Jardim Ângela

A comunidade da Igreja Santos Mártires, no Jardim Ângela, Zona Sul de São Paulo, recebeu pela primeira vez, no último sábado (30/4), o CINEB. O salão paroquial se transformou em uma sala de cinema para exibir o filme O Segredo dos Diamantes, de Helvécio Ratton.

 Mais uma vez o CINEB foi até a Zona Sul de São Paulo, no último sábado, (30/4), para exibir uma sessão de cinema. Dessa vez quem recebeu o projeto de braços abertos foi a comunidade da Paróquia Santos Mártires, no Jardim Ângela, que lotou o salão paroquial para acompanhar a exibição do filme O Segredo dos Diamantes de Helvécio Ratton e o curta metragem Meu Amigo Nietzsche, de Fáuston da Silva.

Igreja dos Santos Mártires, que fica no Jardim Ângela cedeu o salão paroquial para a sessão de cinema.

O Segredo dos Diamantes é uma aventura infantojuvenil vencedora do Festival de Cinema de Gramado de 2014 pelo júri popular. O filme narra a história de Angelo, um garoto de 14 anos que descobre uma antiga lenda sobre diamantes perdidos e parte em busca do tesouro para salvar a vida do pai. Para isso, ele e seus amigos Júlia e Carlinhos terão que decifrar o enigma e vencer a perseguição do vilão Silvério, que também sabe do tesouro e quer encontrá-lo.

Mari Brito e Doni Araújo, da Cia. Decálogo Jalc: “fomentando a cultura”.Doni Araújo, integrante da Companhia de Artes Decálogo Jalc, foi quem contatou o coordenador do CINEB, Cidálio Vieira Santos, para organizar a sessão na Paróquia Santos Mártires, que tem esse nome em homenagem ao operário Santos Dias, metalúrgico morador da Zona Sul, assassinado em 1979, durante repressão a uma manifestação dos trabalhadores. Segundo Doni, a companhia nasceu, há 15 anos, dos trabalhos comunitários da paróquia, cresceu e hoje atua em toda a região do Jardim Ângela “fomentando a cultura, a pluralidade e a diversidade artística”.

Crianças participam do jogo de memória dos cartazes dos filmes brasileiros exibidos no CINEB.

As amigas Julia e Rafaela, alunas de catecismo da paróquia.

Mari Brito, uma das fundadoras do Jalc, explica que a paróquia ainda recebe o grupo para os ensaios dos espetáculos teatrais como o que conta a história do Jardim Ângela, que ficou dois anos em cartaz, ou para os preparativos de Paradoxo, intervenção que mistura teatro de mímica e poesia que é apresentado nas praças e pontos de ônibus da região. “Atualmente estamos ensaiando um novo espetáculo chamado O Tigre e a Lua, escrito por Doni Araújo”, revela.

Padre Jaime Crowe, a diretora do Sindicato Fernanda Reis,o coordenador do CINEB Cidálio Vieira Santos e o diretor de cultura do Sindicato, Marcelo Gonçalves.As atividades culturais na paróquia são fomentadas pelo padre Jaime Crowe, irlandês que está há 47 anos no Brasil, dos quais 30 anos à frente da comunidade no Jardim Ângela. “Eu acho importante valorizar a cultura, evangelizar a partir da cultura, pois ela é um dos motivos que levam as pessoas a refletirem, a dialogarem”, explica. Padre Jaime é uma das grandes lideranças ecumênicas da cidade de São Paulo. Atuou por longos anos na luta por melhorias para o Jardim Ângela, que já foi considerada uma das regiões mais violentas do mundo pela ONU. Hoje o bairro ainda enfrenta problemas sociais graves, mas os índices de violência reduziram significativamente.

Edmar Carlos Machado, a esposa Fabiana Maria Santos, os filhos Leandro e Ruan e a amiga Renata Paula.Para Fernanda Reis, diretora do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e moradora do local, “tem tudo a ver trazer o CINEB para cá, já que existem muitas atividades culturais na paróquia. E a comunidade está bastante receptiva”, comenta. De fato, era possível ver no sorriso dos moradores a aprovação ao projeto. José Marcílio dos Reis, aluno do Mova (Movimento de Alfabetização) da paróquia elogiou: “é muito organizado”. Já Maria Dilzete, de 61 anos, moradora do bairro Riviera, estava em uma sessão de cinema pela primeira vez.  Acompanhada do neto Samuel, de 4 anos, explicou que nunca teve condições de sair para ver um filme. “Que bom que tem o projeto. É bom demais porque está perto de casa”, avalia . A sessão também contou com a presença de Marcelo Gonçalves, diretor de cultura do Sindicato.

Ganhadores das camisetas do CINEB.O CINEB é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, o já atingiu um público superior a 50 mil espectadores em quase 400 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CINEB mais de 75 longas-metragens e 50 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

One comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.