Projeto de democratização do acesso ao cinema brasileiro

Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / aconteceu no CineB / Cinema ao ar livre na Zona Sul

Cinema ao ar livre na Zona Sul

DSC_0069

CINEB exibiu Apart Horta no bairro Colônia, na região de Parelheiros, no sábado, 30 de julho. Sessão ao ar livre aconteceu na Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura.

O CINEB esteve, no último sábado, 30 de julho, na Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura, no bairro Colônia, na região de Parelheiros, Zona Sul de São Paulo. O bairro é conhecido por estar dentro de uma cratera formada há milhões de anos. O filme exibido ali foi Apart Horta, que trata da agricultura urbana nos grandes centros. A sessão aconteceu ao ar livre e contou com a presença de moradores do Colônia, Vargem Grande e Barragem. Esta é a segunda vez o que CINEB vai à região de Parelheiros neste ano. Em 2015 esteve duas vezes na Barragem.

Seu Antonio, o pipoqueiro do CNEB com os jovens articuladores da biblioteca.

Essa opção por estar tão presente no extremo da Zona Sul se deve ao fato da região ser das áreas mais carentes de atividades culturais da cidade e morada de milhares de trabalhadores e estudantes. O cinema mais próximo do bairro Colônia, por exemplo, fica em Santo Amaro, a cerca de duas horas de ônibus. O espaço onde aconteceu a sessão ao ar livre fica ao lado do cemitério Colônia, num dos poucos espaços culturais da região.

O frio típico da região de Parelheiros não assustou o público.

A Biblioteca Caminhos da Leitura é uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Estudo e Apoio Comunitário (IBEAC), e é comandada há 7 anos por jovens articuladores, que cuidam do espaço e organizam atividades. Segundo Sidneia Chagas, articuladora gestora do espaço, a ideia foi criar uma biblioteca “que não se tornasse somente um espaço de empréstimo de livros, mas um espaço de diálogo entre pessoas, um espaço de encontro, de realização de ideias”, explica.

Juntinhos fica mais gostoso ver o filme.

Apart Horta, o filme exibido na sessão, foi escrito e dirigido por Cecília Engels, jovem cineasta paulista. Conta a história da baiana Nazaré que vai a São Paulo pela primeira vez para visitar seu irmão Natanael, que tem um estilo de vida voltado ao trabalho. Nazaré vive uma relação saudável com as pessoas, a natureza e a alimentação. Aos poucos trazendo seu axé e cultivando alimentos no apartamento, Nazaré germina a transformação no ambiente da vida de Natanael e do prédio em que ele vive. O filme é entrecortado com quatro mini-documentários de personagens reais que realizam experiências de cultivo de alimentos na cidade de São Paulo.

Cidálio entrevista dona Francisca: "árvores são presentes dos amigos".

O média-metragem caiu na graça dos moradores que participaram da sessão por abordar uma questão vividas por eles: o plantio de alimentos em casa. Dona Francisca Andrade, moradora da Cratera da Colônia conta que na sua casa, em um terreno de 250 metros quadrados, metade da área é ocupada por um pomar formado por árvores frutíferas, presente dos amigos. “Tenho pitanga, limão rosa, que produz o ano todo, carambola, goiabeira, pé de jaboticaba, laranja da terra”. Já a professora Vania Marques, professora de matemática, lembra que sempre morou na região, em sítios e chácaras. Atualmente mora em um terreno pequeno, mas mantém as práticas orgânicas. “Sou florista e esse filme só me incentiva a mexer mais com a terra”.

Vânia com os filhos: "esse filme só me incentiva a mexer mais com a terra"

O diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e idealizador do CINEB, Luiz Cláudio Marcolino esteve presente na sessão. Lembrou que o projeto, por meio do cinema brasileiro, aborda temáticas importantes para a sociedade. “Tem muita gente que produz alimentos em São Paulo. A agricultura familiar é uma realidade mesmo na maior cidade da América Latina. E o CINEB consegue articular cultura com agricultura”, observa.

Luiz Cláudio Marcolino, diretor da Contraf e idealizador do CINEB durante a sessão no bairro Colônia.

Além das tradicionais camisetas sorteadas todas as sessões pelo coordenador do projeto, Cidálio Vieira Santos, também foram sorteadas mudas de plantas produzidas por uma da condôminas do prédio em que Cidálio mora. “Sinal de que é realmente possível plantar alimentos em prédios, como mostra o filme”, finaliza.

Até a próxima sessão!

O CINEB é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, o já atingiu um público superior a 50 mil espectadores em quase 400 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CINEB mais de 75 longas-metragens e 50 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

Sobre admin

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>