Projeto de democratização do acesso ao cinema brasileiro

Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / aconteceu no CineB / Assis Chateuabriand exibe Tarja Branca

Assis Chateuabriand exibe Tarja Branca

DSC_0073

Escola Estadual Assis Chateraubriand, que fica no Jardim Maria Luiza, região de Cidade Ademar, na Zona Sul de São Paulo, exibiu no último sábado, 24/9, o documentário Tarja Branca, de Cacau Rhoden.

A sessão recebeu muitos alunos da escola.

 

Que puderam acompanhar um curta e um longa que tratam da cultura popular e formas de brincar.

Quem compareceu à sessão do CINEB na Escola Estadual (EE) Assis Chateaubriand, no último sábado, 24/9, mesmo com o friozinho “atemporão” que chegava em São Paulo justamento no início da primavera, pode se divertir com um curta e um longa dedicados às crianças, à cultura popular e às brincadeiras tipicamente brasileiras.

Não faltou a pipoca do Seu Antonio.

O primeiro filme a ser exibido foi o curta A Casa do Mestre André, de Leo Sykes, produção de 2016, que conta a história de dois palhaços que tentam tocar música em uma praça para animar as crianças, mas são impedidos pelo guarda do local que leva seus instrumentos. Uma das crianças conduz os palhaços até a Casa do Mestre André, um inventor de instrumentos feitos de material reciclado. Munidos de novos instrumentos, os palhaços voltam à praça e envolvem todos na brincadeira.

Aparecida estava acompanha dos netos, familiares e filhos de vizinhas.

Na sequência, os 120 moradores do Jardim Maria Luiza, região de Cidade Ademar, na Zona Sul, acompanharam o documentário Tarja Branca, de Cacau Rhoden que explora a pluralidade do universo do brincar a partir dos depoimentos de adultos de gerações, origens e profissões diferentes. Por meio de reflexões, o filme mostra as diferentes formas de como a brincadeira, ação tão primordial à natureza humana, pode estar interligada com o comportamento do homem contemporâneo e seu “espírito lúdico”.

O casal José Antonio e Creuza Freitas: "queremos acompanhar outras sessões do CINEB".

Alô galera do CINEB!

Foi a segunda vez que o CINEB esteve na escola, segundo o diretor Júlio Rizzo. “É muito bom porque está trazendo cultura, lazer e entretenimento para a comunidade que é sempre carente de arte. Então é muito válido. É um projeto perfeito, as pessoas gostam, as pessoas participam”, comentou. Rizzo lembrou, ainda, que o idealizador do CINEB, Luiz Cláudio Marcolino, quando foi deputado estadual (2011-2014), beneficiou a escola com uma emenda para construção de uma quadra coberta.

O coordenador do CINEB, Cidálio Veira Santos e o diretor da EE Assis Chataubriand, Júlio Rizzo.

O público presente, também elogiou o projeto. Aparecida Maria Delmindo, moradora da região, estava novamente na sessão. Na última vez, em 2014, ela esteve acompanha de 12 crianças. “Eu gostei muito da outra vez, então trouxe todo mundo de novo”, explica, ao lado dos netos, netos da irmã e filhos de vizinhas.

O ator Domingos Montagner participa do documentário "Tarja Branca".

Diferente do chileno José Antonio Gomes que estava pela primeira vez numa sessão do CINEB. Ao lado da esposa Creuza de Freitas, professora da primeira fase do ensino fundamental na EE Assis Chateaubriand, e das netas da companheira, ele conta que há tempos não frequenta uma sala de cinema. “[Ia] quando era criança, em Santiago. Mas depois, com a chegada da televisão, acabaram as salas de cinema lá e nunca mais pude ir”, explica. Ao final da sessão, fez questão de cumprimentar toda a produção do CINEB, desde o coordenador do projeto Cidálio Vieira Santos até o pipoqueiro, seu Antonio. “O filme me fez lembrar que antigamente nós montávamos os nossos brinquedos. Não tinha essa coisa de ir comprar não”, ao comentar o documentário Tarja Branca.

Sorteio de camisetas para as crianças…

… e também para os adultos. Até a próxima sessão!

O CINEB é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, o já atingiu um público superior a 54 mil espectadores em mais de 400 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CINEB mais de 75 longas-metragens e 50 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

Sobre admin

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>