Projeto de democratização do acesso ao cinema brasileiro

Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / aconteceu no CineB / Cinema no terraço

Cinema no terraço

DSC_0149

Texto e foto: Carlos Rizzo

O longa-metragem De Onde Eu Te Vejo protagonizado por Denise Fraga e Domingos Montagner foi exibido na última quinta-feira (24/11) no terraço da Regional Osasco do Sindicato dos Bancários para mais de 100 pessoas. Contou com a presença dos dirigentes sindicais Daniel Reis e Taffarel.

Na última quinta-feira (24/11), na Regional Osasco do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, aconteceu a sexta exibição do longa-metragem De Onde Eu Te Vejo, no projeto Cine B. Protagonizado pelos atores Denise Fraga e Domingos Montagner e dirigido por Luis Villaça, o filme tem feito muito sucesso por onde passa, prendendo a atenção do público do início ao fim da sessão. Conta a história de amor de um casal através de sua separação. Em meio a uma São Paulo em constante mudança e efervescência cultural, Ana Lúcia e Fábio se separam após 20 anos de casamento e ele passa a viver no apartamento do outro lado da rua.

Terraço da Regional Osasco estava lotado

A sessão, que aconteceu pela primeira vez no terraço da regional, no quarto andar do prédio que fica no centro de Osasco, contou com a participação dos alunos do Ensino Médio da Escola Estadual José Fortunatti, localizada próxima à regional. Foi a terceira vez no ano que alunos da escola participaram de uma sessão do Cine B. Ao todo, mais de 100 pessoas acompanharam a exibição.

As amigas Miriam, Mari, Tania e Eulina sempre frequentam atividades culturais na região.

Daniel Reis, diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região acha importante o Sindicato disponibilizar atividades culturais acessíveis. “Há nove anos que o Cine B vem para Osasco, há nove anos que roda a periferia oferecendo cultura e diversidade”, explica. Para ele, a relação escola-sindicato é fundamental. “A gente pode mostrar o ponto de vista do Sindicato”, finaliza.

Alunos da EE José Fortunatti, que em 2016 esteve em três sessões do Cine B.

Para Denise da Silva Mendes, professora coordenadora pedagógica do ensino médio da escola, o Cine B oferece uma oportunidade única para os alunos. “É fácil a gente encontrar um passeio, uma atividade para os alunos da manhã, agora no período noturno é diferente. Proporcionar para eles um modo de sair da escola, vivenciar outras situações, ver o que está acontecendo no mundo é fundamental”, conclui.

Na abertura oficial da sessão, Cidálio Vieira Santos, coordenador do Cine B, Taffarel, diretor do Sindicato dos Bancários e da CUT, Denise da Silva Mendes, coordenadora pedagógica da escola e Daniel Reis, também diretor do Sindicato.

Mas nem só de alunos vive o projeto. Muito foram os que apareceram na sessão porque receberam convite ou souberam pela mídia, como foi o caso das amigas, a cabelereira Mari de Fátima Feliz Olegário, a empresária Tania Capelim, a enfermeira Eulina Souza Santos e a dona de casa Miriam Cristina Gasparini. Elas souberam da sessão pelo Diário de Osasco e aproveitaram a noite agradável para ver um filme brasileiro de graça.

A bancária Maria da Penha Peixoto Gonçalves que acompanha o Cine B desde 2007 com o filho caçula Messias.

O mesmo aconteceu com um grupo de militantes de movimentos sociais da região. Joelson Pereira do Centro de Referência em Direitos Humanos, e Raquel Antonia Bertolai, Maria Novais e Maria Cabrini Grossi da Assembleia Popular Mutirão por um Novo Brasil, ligado à igreja católica. Segundo Valdir Fernandes, Taffarel, diretor do Sindicato dos Bancários e da CUT São Paulo, a entidade acaba se tornando uma “referência para a comunidade justamente porque conta com projetos como o Cine B”, avalia.

Joelson, Raquel, Maria Novais e Maria Cabrini, dos movimentos sociais da região marcaram presença na sessão.

Maria da Penha Peixoto Gonçalves, bancária funcionária do Bradesco explica que desde 2007, quando assistiu al filme Tapete Vermelho, de Luiz Alberto Pereira acompanha as sessões do Cine B na regional. Antes vinha com minha filha Jacqueline, que hoje está com 21 anos, fazendo faculdade. Hoje eu trago o Messias. É bem legal, eu gosto do clima”, comenta. O caçula da família, com 7 anos, também gosta das sessões e sempre ajuda a produção no sorteio de brindes.

Depois da sessão, conversa com o público sobre o filme.

Já o casal Jô e Mário, donos da loja de aquário ao lado do Sindicato estavam pisando pela primeira vez na regional. Amantes de cinema elogiaram o espaço e o projeto. “Não imaginava que vocês faziam isso. Foi uma oportunidade de conhecer o Sindicato”, comentaram ao final.

Até a próxima sessão!

O CINEB é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, o já atingiu um público superior a 54 mil espectadores em mais de 400 sessões gratuitas realizadas em comunidades e universidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Já foram exibidos na tela do CINEB mais de 75 longas-metragens e 50 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

Sobre admin

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>