Projeto de democratização do acesso ao cinema brasileiro

Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / aconteceu no CineB / Cine B exibe “Pequeno Segredo” em Itaquera

Cine B exibe “Pequeno Segredo” em Itaquera

NCI Juntos Venceremos, em Itaquera exibiu na última quinta-fera, 27/4, o filme “Pequeno Segredo” de David Schürmann. Antes da sessão, o Grupo Afromix, formado por frequentadoras do espaço, fez uma apresentação de dança.

Pela segunda vez, na última quinta-feira, 27/4, às vésperas da Greve Geral que parou o país, o Cine B esteve no Núcleo de Convivência do Idoso (NCI) Juntos Venceremos, que fica próximo ao Conjunto Habitacional José Bonifácio, Itaquera. Dessa vez para exibir o filme “Pequeno Segredo”, de David Schürmann, que conta a história real de sua irmã adotiva.

NCI Juntos Venceremos fica próximo á estação Dom Bosco, na Zona Leste.

O longa-metragem narra a vida de uma menina e três mulheres que compartilham um segredo. Histórias de amor, família, felicidade e frustração são interligadas por um único e “Pequeno Segredo”, que o filme revela a partir da metade da história. Um filme surpreendente e inspirador, que segundo o diretor demorou seis anos para ficar pronto. Integram o elenco do filme a atriz Julia Lemmertz e o ator Marcello Antony.

"As Macarenas", apresentação do grupo de Dança Afromix coordenado pela professora Tyninha Rocha.

A primeira vez que o Cine B esteve no NCI Juntos Venceremos, em novembro do ano passado, exibiu “Corda Bamba – História de uma Menina Equilibrista” e foi muito bem recebido pelo público, na maioria idosos que moram próximo ao espaço. E desta vez não foi diferente. Segundo Cláudia Marques Martins, gerente de serviços do NCI, a repercussão da sessão foi ótima, “comentaram muito sobre a sessão de cinema e insistiram para o projeto voltar. Por isso entrei em contato com o Cidálio [Vieira Santos, coordenador do Cine B]”. Cláudia explica que a maioria das pessoas que frequenta o espaço não tem condições de ir ao cinema. “Se vai ao cinema, não vai sozinho, vai levar outra pessoa, vai gastar com transporte, pipoca, tudo isso sai caro. E com o Cine B, todos podem vir curtir um filme de qualidade e até a pipoca é de graça”, conclui.

Os ganhadores dos livros doados pela ONG Eh Aqui.

O NCI é administrado pelo ONG Juntos – Jardins Unidos em Torno das Obras Sociais – antiga parceira do Cine B, e oferece atividades como ginástica, dança, ioga, roda de conversa e passeios para os 120 idosos que frequentam diariamente o espaço, divididos entre os períodos da manhã e da tarde.

O coordenador do Cine B, Cidálio Vieira Santos e a gerente do NCI, Cláudia Martins com o troféu do 7º Premio CineB, recebido pela entidade em dezembro de 2016.

Um dos destaques da sessão no NCI foi uma apresentação de dança das frequentadoras do espaço. Antes da exibição do filme, alunas de Afromix fizeram uma apresentação tendo como base a música “Macarena”. Segundo a professora Tyninha Rocha, a Dança Afromix foi criada pelo Mestre Tico, e tem como base os movimentos da capoeira. “É possível dançar todos os ritmos de uma forma diferente, resgatando a nossa cultura popular e a ancestralidade”, explicou. O grupo se apresentou pouco antes da abertura oficial da sessão, que foi seguida por uma saudação especial do diretor do filme, David Schürmann, aos frequentadores do espaço. A mensagem foi gravada quando ele esteve na sessão da Água Funda, no dia 20 de abril.

A angolana Angelica Souza Tomas, integrante do grupo de dança com uma edição do jornal Le Monde Diplomatique Brasil, que apoia o projeto.

Antes de começar o filme, também foram sorteados cerca de dez livros, doados pela ONG Eh Aqui, uma parceira do Cine B que funciona como uma facilitadora na doação de livros, visando democratizar o acesso à cultura.

Ana Celma Albuquerque com os netos Vitória, Melissa e Guilherme "Essa magia do cinema me encanta demais".

Ao final da sessão, o público aplaudiu bastante o filme, que emocionou muitos dos presentes. Foi o caso de Isabela de Moraes Rosário, que estava acompanhado do namorado e amigas. Ela achou o filme um pouco lento no início, “mas o final me emocionou muito, quanto aconteceram coisas que eu não esperava”, comentou. Já para Maria José Santana Gomes, que mora a um quarteirão do NCI, o filme foi muito “bonito”. “Gostei mais hoje do que da outra vez [sessão de dezembro]. O outro filme era bonito também, mas agora tinham artistas que a gente conhece”, comentou.

Ganhadoras dos brindes do Cine B. Até a próxima sessão!

O CineB é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, o já atingiu um público superior a 56 mil espectadores em mais de 430 sessões gratuitas realizadas em comunidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Foram exibidos na tela do CineB mais de 100 longas-metragens e 69 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

Sobre admin

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários *

*