Projeto de democratização do acesso ao cinema brasileiro

Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / aconteceu no CineB / Jardim Fontalis recebe Cine B mais uma vez

Jardim Fontalis recebe Cine B mais uma vez

O Salão Paroquial da Igreja Natividade do Senhor, no Jardim Fontalis, Zona Norte de São Paulo, recebeu pela terceira vez o projeto Cine B. A sessão aconteceu no último sábado, 29 de abril, quando foi exibido “Pequeno Segredo” de David Schürmann.

Foi uma noite fria, uma das mais frias do meio de Outono deste ano, com os termômetros registrando 15 graus. Mesmo assim, um público que ultrapassou as 80 pessoas marcou presença na sessão do Cine B do último sábado, 29/4, no Salão Paroquial da Igreja Natividade do Senhor, localizada no Jardim Fontalis, Zona Norte. O bairro, um dos mais carentes da cidade de São Paulo, fica às margens da rodovia Fernão Dias, na região da Serra da Cantareira.

No Jardim Fontalis, o Cine B é um programa para toda a família.

Foi a terceira vez que o Cine B esteve no salão da paróquia, que está em reforma, mas acomodou muito bem toda a estrutura que o projeto leva para cada sessão. O longa-metragem “Pequeno Segredo” narra a vida de uma menina e três mulheres que compartilham um segredo. Histórias de amor, família, felicidade e frustração são interligadas por um único e pequeno segredo que se revela a partir da metade da história. Um filme surpreendente e inspirador, que segundo o diretor David Schürmann demorou seis anos para ficar pronto e tem no elenco a atriz Julia Lemmertz e o ator Marcello Antony entre outros.

Antes da exibição do filme, sorteio dos livros doados pela ONG Eh Aqui.

Para a auxiliar da igreja, Loreni da Silva Santos, responsável pela organização da sessão, o Cine B é um acontecimento para a comunidade, “que não conta com nenhum tipo de atividade cultural ou de lazer. É um privilégio para quem mora aqui poder contar com uma sessão de cinema gratuita, porque tudo aqui é muito longe e custa muito”, avaliou. Para Madalena Fiqueiredo, uma das líderanças sociais da região, coordenadora da pastoral da saúde e responsável por contatar o projeto pela primeira vez, em 2015, “é uma grande felicidade ver que o Cine B está retornando todo ano ao Jardim Fontalis, pois somos muito desassistidos pelo poder público”, argumenta.

Público acompanha a abertura oficial da sessão.

Antes da abertura oficial da sessão, foram sorteados dez livros, doados pela ONG Eh Aqui, uma parceira do Cine B que funciona como facilitadora na doação de livros visando demorcatizar o acesso à cultura. Na sequência, o diretor David Schürmann, deu uma saudação especial aos moradores do Jardim Fontalis. A mensagem foi gravada quando ele esteve na sessão da Água Funda, no dia 20 de abril.

O grupo de jovens da igreja também marcou presença na sessão.

Aline dos Santos Costa estava numa sessão do Cine B pela primeira vez. Ela conta que viu o cartaz de divulgação por acaso, quando passava em frente à igreja, e convidou a vizinha e os filhos das vizinhas para a acompanharem à sessão. “Hoje é meu aniversário e eu estou super feliz de estar aqui, de poder sair de casa um pouco e me divertir com meus filhos”. Estudante do último ano de pedagogia, ela conta que achou o filme um pouco confuso no início, “mas depois me emocionei bastante, é um história fantástica e muito sentimental”, confessou. No final da sessão Aline ganhou uma camiseta do Cine B como “presente” de aniversário.

A pequena Yasmin, que ganhou uma camiseta do Cine B, com os pais Jackson e Larissa e os avós Florisvaldo e Nildete.

Outro que aprovou a sesão foi Anderson Guandalini, funcionário do Sindicato dos Bancários de São Paulo na Regional Norte. Morador do Jardim Brasil, próximo ao Jardim Fontalis, ele fez questão de ir até a sessão com os filhos para prestigiar o trabalho do Cine B, que “consegue reunir as pessoas e fazer com que elas interajam por meio do cinema, da cultura, o que é muito importante”, avalia.

 

A produção do Cine B distribuiu o jornal Le Monde Diplomatique Brasil ao final da sessão.

O CineB é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, o já atingiu um público superior a 56 mil espectadores em mais de 430 sessões gratuitas realizadas em comunidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Foram exibidos na tela do CineB mais de 100 longas-metragens e 69 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

Sobre admin

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários *

*