Projeto de democratização do acesso ao cinema brasileiro

Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / aconteceu no CineB / Vila Rica pela 13ª vez

Vila Rica pela 13ª vez

O CineB esteve no último sábado, 1º de julho, na Associação dos Moradores da Vila Rica, na Zona Leste de São Paulo. O espaço recebe sessões do projeto há 10 anos. A exibição do filme “Elis”, de Hugo Prata, foi a 13ª sessão realizada no local.
Nesses dez anos de existência, o CineB retornou diversas vezes aos espaços parceiros projeto. Segundo o coordenador do projeto, Cidálio Vieira Santos, é uma forma de assumir um compromisso com a comunidade de que o CineB não é um evento que acontece apenas uma única vez. “Repetir significa criar o hábito de levar o cinema brasileiro até onde o povo está. Retornamos muitas vezes em igrejas, escolas, entidades e associações de bairros, mas nenhuma delas tanto quanto a Vila Rica”, explica.

No CineB, a pipoca é por nossa conta.

A parceria entre o CineB e a Associação dos Moradores da Vila Rica é tão antiga quanto o projeto. Foram 13 sessões em dez anos. Ano passado, por exemplo, aconteceram duas sessões. E este ano o retorno já era esperado pela diretoria da entidade, para comemorar a parceria. A presidente da entidade, Bia Moreno que acompanhou o trabalho desde o início conta que sempre gostou do projeto. “Estou bastante emocionada por participar há dez anos do CineB”.

A sessão começou com a exibição do curta "Eu Não Digo Adeus, Digo Até Logo".

Ela conta que as pessoas vêm de bairros distantes para a sessão. “Para a comunidade é muito bom ter iniciativas assim. Nem todos conseguem ir a um cinema, mas sabem que o CineB está sempre aqui então vêm, participam e saem felizes. Só isso já vale a pena para a gente”, reflete.
A sessão começou com a exibição do curta-metragem “Eu Não Digo Adeus, Digo Até Logo”, com roteiro e direção de Giuliana Monteiro. O curta, exibido em diversos festivais internacionais conta a história de Antonio, menino de 10 anos, que é apaixonado por caminhões e mora num vilarejo na beira de uma estrada do interior de Minas Gerais. O menino sonha em encontrar o pai, um caminhoneiro, cuja única lembrança é uma foto antiga em um caminhão.

Abertura oficial da sessão com a presidente da associação Bia Moreno e o coordenador do CineB Cidálio Vieira Santos.

Na sequência, foi exibido o filme “Elis” que conta a vida de Elis Regina Carvalho Costa. Cantora desde criança, entra na vida adulta deixando o Rio Grande do Sul para espalhar seu talento pelo Brasil a partir do Rio de Janeiro. Em rápida ascensão, ela logo conquista uma legião de fãs, entre eles o famoso compositor e produtor Ronaldo Bôscoli, com quem acaba se casando. Estrela de TV, polêmica, intensa e briguenta, a “Pimentinha” não tarda a ser reconhecida como a maior voz do Brasil, em carreira marcada por altos e baixos. Com direção de Hugo Prata, traz no elenco Andreia Horta, Gustavo Machado e Caco Ciocler entre outros.

João Rodrigues e Maria Jandui Nogueira acompanharam todas as sessões do CineB na Vila Rica nesses dez anos.

Para Maria Marcondes, que foi coordenadora do projeto de teatro no espaço, “Elis” é um filme bastante moderno, que consegue mostrar o quanto a vida do artista é difícil e requer muito sacrifício. “O artista se empenha para poder levar uma mensagem, algo que acredita e muitas vezes a gente é incompreendido. Mas é porque o artista, muitas vezes, está pensando lá na frente”, explica.
A sessão teve um sabor especial para Maria Jandui Nogueira e João Rodrigues. O casal acompanhou todas as sessões do CineB que aconteceram na associação. Eles já integraram a diretoria da entidade em diversas gestões, mas agora só participam das atividades sociais e culturais.“Eu gosto de cinema e sempre dei valor para nossas coisas. Por isso estou aqui em todas as sessões”, comenta Maria. Ao final, teve parabéns para os dez anos do projeto e pelas 13 sessões na Vila Rica.

Ao fim da sessão, comemoração aos 10 anos do projeto. Na mesa o bolo feito especialmente para a comemoração e os troféus que a entidade ganhou em todas as edições do Prêmio CineB.

Na sessão foram sorteados camisetas e distribuídos exemplares do jornal “Le Monde Diplomatique Brasil”, parceiro do CineB. O CineB é um circuito itinerante de cinema realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela Brazucah Produções. Desde 2007, o já atingiu um público superior a 56 mil espectadores em mais de 430 sessões gratuitas realizadas em comunidades de São Paulo. A iniciativa busca democratizar o acesso ao cinema nacional e divulgar os filmes produzidos no Brasil. Foram exibidos na tela do CineB mais de 100 longas-metragens e 69 curtas-metragens, além da realização de pré-estreias exclusivas.

Sobre admin

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários *

*